Esportes, Libertadores

Santos estreia no Peru para mostrar que vai brigar pelo tetra

O Santos está entre os clubes brasileiros com mais títulos da Libertadores: três, ao lado de São Paulo e Grêmio. Ainda assim, o time parece entrar na disputa cercado de menos expectativa do que alguns concorrentes com elencos mais badalados.

Tentando resgatar o respeito ao tricampeão, o Santos faz sua estreia, às 19h15 de hoje (1º), na edição 2018. A ideia é começar bem em uma chave cheia de taças.

O Grupo 6 conta também com o tetracampeão Estudiantes e com o tri Nacional-URU. Por isso, torna-se bastante importante iniciar a caminhada com bom resultado diante do Real Garcilaso, no Peru.

Fundado em 2009, o adversário está longe da tradição dos oponentes, mas tem na altitude de Cusco valioso aliado.

“Falar que não é diferente jogar a 3.400 metros acima do nível do mar é mentira. A maior parte do grupo já jogou nessas condições e sabe que é sofrido, é difícil”, disse o meio-campista Vecchio.

Evitar bolas na rede de Vanderlei é o primeiro passo para a vitória, e a dupla de zaga escalada oferece motivos para otimismo. Sempre que Lucas Veríssimo e David Braz foram escalados juntos neste ano, o que ocorreu três vezes, o Santos não foi vazado. A dupla de frente também anima. Nos últimos quatro jogos, Gabigol (quatro) e Sasha (três) marcaram sete dos oito gols anotados pelo alvinegro.

 

REAL GARCILASO X SANTOS

Ár­bi­tro: Gery Vargas (Bolívia). Estádio: Inca Garcilaso de la Vega, em Cusco. TV: Fox Sports.

REAL GARCILASO

Diego Morales; Santillán, Dulanto, Kontogianis e Arismendi; Garcia, Álvarez, Vidales, Ramúa e Landauri; Diego Mayora. Técnico: Oscar Ibáñes.

SANTOS

Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison, Renato e Vecchio; Eduardo Sasha, Gabigol e Copete. Técnico: Jair Ventura.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*