Esportes, Futebol

Santos encaminha contratação de Gum para 2017

Gum tem acumulado falhas e, por isso, voltou a irritar a torcida do Fluminense. Foto: Nelson Perez/Fluminense

O Santos tenta encaminhar o segundo reforço para a temporada de 2017. A reportagem apurou que, após fechar com o colombiano Vladimir Her­nandez, do Junior Barranquilla, a diretoria já apalavrou acerto com o zagueiro Gum, do Fluminense.

Gum é um sonho antigo de diretoria e comissão técnica, principalmente do técnico Dorival Júnior. O zagueiro esteve perto de ser anunciado no final do ano passado, mas a negociação melou com o Fluminense por falta de acordo sobre a parte financeira do atleta.

O defensor tem contrato com o Fluminense até o fim de 2018, mas a boa relação entre os presidentes dos clubes, Modesto Roma (Santos) e Peter Siemsen (Fluminense), facilita a liberação, mesmo com o dirigente terminando o último mandato no clube carioca em novembro.

Apesar do otimismo pelo acerto, o empresário de Gum, Jorge Moraes, negou que haja qualquer conversa no momento. “Houve no início do ano, mas foi para frente”, disse à reportagem.

Gum voltou a ser alvo do Santos após a lesão ligamentar no joelho esquerdo do zagueiro Gustavo Henrique. A revelação só deve voltar aos gramados daqui a seis meses.

A defesa titular durante a maior parte do Campeonato Brasileiro – formada por Gustavo Henrique e Luiz Felipe – rendeu a Dorival estabilidade no setor. O time se manteve entre os menos vazados ao longo da competição. Sem Gustavo Henrique, a opção imediata foi David Braz.

Pelo lado do Fluminense, a realidade é que Gum não fazia parte dos planos para a atual temporada. Com salário na casa dos R$ 300 mil, o zagueiro acabou protegido pelo longo contrato e permaneceu nas Laranjeiras.

Gum Iniciou a temporada no banco de reservas, mas ganhou a vaga ao longo dos jogos e se transformou novamente em um dos líderes com a chegada do técnico Levir Culpi. Recentemente acumulou falhas e voltou a irritar a torcida. Apesar de ser bicampeão brasileiro, Gum é um dos mais perseguidos.

A contratação de Gum também expõe o desprestígio de Fabián Noguera com o técnico. O argentino demorou três meses para ser relacionado para uma partida do Santos. A chance ocorreu no amistoso contra o Benfica, quando marcou o gol que salvou o time da derrota.

Depois disso, Noguera ganhou a oportunidade de ser relacionado pela primeira vez para um jogo oficial do Santos – no clássico contra o São Paulo, no Pacaembu. Entrou no final da partida quando Dorival precisa reforçar a defesa para segurar o resultado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*