Brasileirão, Esportes

Santos arranca empate do Ceará e deixa o Z4

Santos arranca empate do Ceará e deixa o Z4
Santistas comemoram gol de Jean Mota em Fortaleza. Foto: LC Moreira/Futura Press/Folhapress

O Santos visitou o Ceará ontem (8), em Fortaleza, e após sair atrás no placar, reagiu e buscou o empate por 1 a 1, em partida antecipada da 20ª rodada do Brasileiro. O placar tira os paulistas da zona de rebaixamento.

Agora, a equipe de Cuca ocupa a 15ª posição, com 18 pontos, mesma pontuação da Chapecoense, 17ª colocada e primeira equipe a ocupar a zona de rebaixamento, e do 16º colocado Bahia. Porém, o Santos leva a me­lhor sobre os dois times nos critérios de desempate. O Ceará, por sua vez, sobe a 15 pontos e fica na 18ª posição.

Embora tenham deixado a zona de rebaixamento, os santistas ainda não convenceram e chegaram ao nono jogo consecutivo sem vencer.

O último triunfo ocorreu diante do Fluminense, em 13 de junho, no Maracanã, na última rodada antes da para­lisação para a Copa do Mundo da Rússia. Desde então, o Santos conquistou seis empates e três derrotas.

Foi o terceiro jogo de Cuca à frente da equipe. Antes, o técnico havia sido derrotado pelo Cruzeiro, na estreia, e empatado com o Botafogo.

O Santos veio com novidades na escalação. O atacante Gabriel e o volante Renato foram sacados do time titular. Pituca e Yuri Alberto ganharam a chance de iniciar o jogo no Presidente Vargas.

Nos primeiros 15 minutos, Vanderlei já havia sido exigido em três ocasiões. A primeira finalização do Santos só ocorreu aos 27 minutos, com Diego Pituca.

Na etapa final, aqueles que haviam ganhado uma chance a perderam: Pituca deu lugar ao meia Bryan Ruiz, que fez a sua estreia pelo clube. Já Yuri Alberto viu Gabigol retomar a posição no ataque.

Foi em um contragolpe, aos 33 minutos, que o Ceará guardou a bola na rede. Arthur se aproveitou de vacilo de Gustavo Henrique, que não saiu na marcação de Leandro Carvalho, e deu condição para que recebesse o passe em condição legal. Aos 41, mesmo sem merecer, o time de Cuca chegou ao empate, com Jean Mota.

 

CEARÁ 1 X 1 SANTOS

Gols: Arthur, aos 35, e Jean Mota, aos 43 minutos do 2º tempo. Ár­bi­tro: Marcelo de Lima Henrique (RJ). Estádio: Presidente Vargas, em Fortaleza (CE), ontem à noite.

CEARÁ
Everson; Fabinho, Tiago, Luis Otávio e João Lucas; Edinho, Richardson, Calyson e Felipe Azevedo (L. Carvalho); Quixadá (Ricardinho) e Arthur. Técnico: Lisca.

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz , Luiz Felipe, Gustavo Henrique, Jean Mota; Alison, Diego Pituca (Bryan Ruiz), Carlos Sánchez (Calabres); Rodrygo, Bruno Henrique, Yuri Alberto (Gabigol). Técnico: Cuca.

 

Cuca defende Bryan Ruiz após estreia apagada do costarriquenho

O técnico Cuca defendeu o meia Bryan Ruiz após a estreia apagada do costarriquenho no empate por 1 a 1 do Santos contra o Ceará, ontem (8), no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Cuca voltou do intervalo com o camisa 22 no lugar de Diego Pituca. O costarriquenho errou passes curtos e demons­trou muita lentidão em campo, perdendo a bola com facilidade para o adversário.

O treinador lembrou o que havia dito em outras entre­vistas: que Bryan Ruiz, Carlos Sánchez e Derlis González precisam se adaptar ao país e co­nhecer o elenco santista.

“Como vou cobrar do Bryan se ele nem sabe o nome dos companheiros? Imagine onde o companheiro gosta de jogar”, argumentou Cuca.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*