Esportes, Paulistão

Santo André vira sobre o Mirassol e continua na luta para não cair

Santo André vira sobre o Mirassol e continua na luta para não cair
O Santo André, do lateral Bruno Santos, foi mais efetivo no segundo tempo e virou a partida no Canindé. Foto: Leo Roveroni/Agência Mirassol

Com um segundo tempo intenso, o Santo André venceu o Mirassol, por 2 a 1, de virada, nesta quinta-feira (6) à noite, no Canindé, em São Paulo, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. Esta foi a segunda vitória do Ramalhão, que continua ameaçado pelo rebaixamento. Tem dez pontos, na lanterna do Grupo A, e ocupa a 13ª posição geral. O Mirassol continua líder do Grupo D, com 17 pontos.

Na última rodada, ainda com data e horário indefinidos, o Santo André vai enfrentar o Ituano, fora de casa. Na luta contra o rebaixamento também estão São Bento, com nove; e Santos, também com dez. O pior deles vai se juntar ao São Caetano, com três pontos, já rebaixado.

O Ramalhão só será rebaixado se sofrer uma goleada em Itu e o Santos for derrotado pelo São Bento no confronto direto marcado para a Vila Belmiro. Empate ou vitória do Peixe rebaixam o time de Sorocaba.

O Mirassol, já classificado às quartas, vai receber o São Paulo numa situação confortável para garantir a liderança. Tem três pontos na frente do Guarani, com 14, e se garante com um empate. Se o Mirassol perder, até pode ser alcançado em pontos pelo Guarani, mas no momento leva vantagem no saldo de gols: 4 a 0.

O primeiro tempo foi equilibrado, com muita marcação e poucas chances de gol. De diferente, só o erro do árbitro Salim Fende Chávez aos 34 minutos, quando anotou pênalti a favor do Santo André. Fernandinho, atacante do Ramalhão, teria sido derrubado por Ernandes. Porém, o lateral do Mirassol foi empurrado antes, num lance visível e que demorou quatro minutos para ser confirmado pelo VAR.

Na única vez em que foi contundente no ataque, o Mirassol fez seu gol. Lucas Silva acreditou no lançamento longo pelo lado direito e pegou a bola quase na linha de fundo. O levantamento saiu perfeito para a pequena área, onde Rafael Silva cabeceou no ângulo, aos 45 minutos.

No vestiário, o pessoal do Santo André soube da vitória do São Bento sobre a Inter de Limeira, por 2 a 1, que deixou o time sorocabano com nove pontos e, temporariamente, fora da zona de rebaixamento. Talvez, por isso, o time do ABC voltou diferente para o segundo tempo, com mais agressividade.

O empate saiu aos 11 minutos, em uma cobrança de falta de Gegê na frente da grande área. A bola desviou na barreira, mudou a trajetória e enganou o goleiro Muralha, que ainda tocou na bola.

O Mirassol sentiu o empate e se amedrontou. Alex Muralha fez três boas defesas evitando a virada, que saiu aos 36 minutos. Após escanteio, a bola ficou quicando na pequena área, onde apareceu o zagueiro Pedro Vitor para tocar devagar para as redes.

SANTO ANDRÉ 2 x 1 MIRASSOL

Gols: Rafael Silva, aos 45 minutos do primeiro tempo. Gegê, aos 11, e Pedro Vitor, aos 36 minutos da segunda etapa. Árbitro: Salim Fende Chávez. Estádio: do Canindé, em São Paulo (SP).

SANTO ANDRÉ

Fernando Henrique; Marcos Martins (Lucas Mendes), Rodrigo, Pedro Vitor e Bruno Santos; PH (Marino), Vitinho e Gegê; Minho (Tiago Marques), Fernandinho (Rone) e Ramon (Dioran). Técnico: Márcio Fernandes.

MIRASSOL

Alex Muralha; Samuel Santos (Daniel Borges), Carlão, Reniê e Ernandes; Luís Oyama (Daniel), Souza e Du (Cássio Gabriel); Lucas Silva (Mateus Anderson), Rafael Silva (Pedro Lucas) e Diego Gonçalves. Técnico: Eduardo Baptista.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*