Esportes, Paulistão

Santo André vira sobre o Corinthians e vence a 1ª no Paulista

S.André vira sobre o Corinthians e vence a 1ª no Paulista
Lincom comemora gol da virada do Ramalhão no Bruno Daniel. Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena/Folhapress

Demorou, mas o Santo André conseguiu, em grande estilo, sua primeira vitória no Campeonato Paulista. De virada, a equipe fez 2 a 1 no Corinthians nesta sexta-feira (9) à noite, no Bruno José Daniel, e interrompeu a série de uma derrota e quatro empates que tanto incomodava o Ramalhão.

Com o resultado, o Santo André repetiu o feito do ano passado, quando foi um dos dois times a derrotar o Corinthians no Estadual.
Tinga e Lincom, que atuou sem destaque pelo Timão em 2015, fizeram os gols do Ramalhão no segundo tempo – Rodriguinho abriu o placar para o alvinegro na etapa inicial.

Apesar da vitória, o time do ABC segue na terceira posição do Grupo B, com sete pontos, perdendo para a vice-líder Ponte Preta nos critérios de desempate. O Corinthians permanece na ponta do Grupo A, com 12. Os dois primeiros avançam às semifinais.

O jogo

Depois de certo equilíbrio nos 15 minutos iniciais, o Corinthians tomou conta da partida e criou ao menos três boas chances antes de abrir o placar. Aos 17 minutos, Domingos quase fez gol contra ao desviar cruzamento de Fagner. Júnior Dutra finalizou na trave de Neneca aos 21 e Rodriguinho quase acertou o canto esquerdo do goleiro em chute rasteiro de fora da área, aos 30.

O gol alvinegro saiu aos 38. Rodriguinho entrou na área, chutou de primeira em passe de Clayson e mandou a bola no ângulo esquerdo.

Com a vantagem no placar, o Corinthians acreditou que o jogo estava fácil e relaxou no segundo tempo.

Aos sete minutos, Tinga, ex-Palmeiras, mandou chute colocado de fora da área no canto esquerdo e empatou a partida no Brunão.

A partir daí, a equipe de Fabio Carille desapareceu em campo. O Santo André cresceu e quase fez o segundo aos 31, quando Hugo Cabral – que entrou no lugar de Jonathan Bocão – não conseguiu completar pa­ra o gol após cobrança de escanteio de Joãozinho.

A virada veio quatro minutos depois. Lincom ficou sozinho na pequena área e – em impedimento, segundo o canal Sportv – completou cruzamento para o gol.

Carille colocou Lucca e Emerson Sheik em campo, mas o Corinthians não foi capaz de pressionar o Santo André nos minutos finais.

Próximos jogos

Pela sétima rodada, o Ramalhão visita a Ferroviária na próxima quarta-feira, às 19h30, em Araraquara. O Corinthians, por sua vez, recebe o São Bento no mesmo dia, às 21h45, no retorno do time a Itaquera após a troca do gramado do estádio.

 

SANTO ANDRÉ 2 X 1 CORINTHIANS

Gol: Rodriguinho, aos 38 do 1º tempo. Tinga, aos 8, e Lincom, aos 34 da 2ª etapa. Ár­bi­tro: Salim Fende Chavez. Renda: R$ 437.680 (8.318 pagantes). Estádio: Bruno José Daniel, em Santo André, ontem à noite.

SANTO ANDRÉ

Neneca; Bocão (Hugo Cabral), Domingos, Suéliton e Paulinho; Dudu Vieira, Tinga, Flávio e Joãozinho; Lincom e Walterson (Garré). Técnico: Sérgio Soares.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Capixaba; Gabriel (Sheik), Romero (Lucca), Rodriguinho, Jadson e Clayson (M. Gabriel); Júnior Dutra. Técnico: Fabio Carille.

 

‘Nada melhor que derrotar o campeão para engrenar’, diz Hugo Cabral

O sentimento era de alívio en­tre os jogadores do Santo André após a vitória sobre o Corinthians por 2 a 1, nesta sexta-feira (9) à noite, no Bruno José Daniel, pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

Responsável pela virada, o atacante Lincom destacou que teve dois gols anulados no Estadual antes de balançar as redes ontem. “Senti o contato com o Pedro (Henrique, zagueiro do Corinthians). Se foi (impedido) foi por poucos centímetros. O importante é que fui feliz, peguei a bola de primeira”, disse.

“Em um campeonato disputado e acirrado como o Paulista, nada melhor do que uma vitória sobre o campeão para engrenar e buscar a classificação, que é nosso objetivo”, afirmou Hugo Cabral.

Do lado corintiano, os jogadores foram unânimes ao afirmar que o time caiu de rendimento na segunda etapa. “Foram dois tempos distintos”, justificou o meia Rodriguinho.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*