Minha Cidade, Santo André, Sua região, Últimas Notícias

Santo André registrou queda de 25% no número de mortes no trânsito em 2017

Segunda alça do viaduto Adib Chammas integra pacote de ações/Júlio Bastos/PSA
Segunda alça do viaduto Adib Chammas integra pacote de ações/Júlio Bastos/PSA

Ações educativas, instalação de travessias elevadas e mudanças viárias colaboraram para a redução

SANTO ANDRÉ – A cidade de Santo André teve redução de 25% no número de óbitos ocasionados por acidentes de trânsito. Em 2016 foram registradas 60 mortes, já em 2017 este número caiu para 45. A queda é resultado de um conjunto de ações implementadas pela prefeitura que vão desde a instalação de travessias elevadas, programas de educação de trânsito, de sinalização viária e obras que priorizaram a segurança dos pedestres. Os dados foram consolidados e divulgados pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, do Governo do Estado.
Mesmo com o fim dos radares móveis na cidade, que acabou com a “indústria da multa” no município, os números mostraram que a educação de trânsito é mais efetiva que o tipo de método que foi utilizado por vários anos em Santo André. Além desta iniciativa, a cidade aderiu ao Maio Amarelo, movimento que tem como objetivo mobilizar a população, empresas, governos e entidades a realizarem ações que contribuam para a redução de acidentes no trânsito, e implementou o Projeto Pista Certa, que transmitiu ao público infantil conceitos e orientações sobre segurança viária e de respeito aos pedestres. Os ônibus municipais também foram palco de ações educativas com esquetes de teatro para os passageiros abordando temas de segurança viária.

Microintervenções
Entre as várias medidas executadas, Santo André desenvolveu também um conjunto de ações no Plano de Ação Imediata de Trânsito (PAIT), que contemplam pacote de microintervenções de baixo custo e realizou alterações nos bairros Campestre, Jardim, Jardim Santo André e Silveira. A primeira etapa incluiu 20 ações que englobam diversos serviços, que vão desde a alteração de sentido de vias, abertura de acessos, repintura de sinalização horizontal, reforma e implementação de semáforos e recolocação de sinalização vertical.
Outra importante ação da cidade focada na melhoria da mobilidade urbana e, consequentemente, na diminuição ainda maior no número de mortes no trânsito, está o trâmite de financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para implementação do Programa de Mobilidade Urbana Sustentável, que com financiamento de US$ 25 milhões investirá em obras e medidas de qualificação da gestão do transporte e trânsito, como a construção da segunda alça do viaduto Antônio Adib Chammas, a implementação de viadutos na avenida dos Estados junto ao viaduto Castelo Branco e a instalação de corredores

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*