Minha Cidade, Santo André, Sua região

Santo André inicia entrega de matrículas do Conjunto Habitacional Prestes Maia

Em evento no Salão Burle Marx, 17 famílias participaram da entrega simbólica dos documentos. Foto: Alex Cavanha/PSA
Em evento no Salão Burle Marx, 17 famílias participaram da entrega simbólica dos documentos. Foto: Alex Cavanha/PSA

A Prefeitura de Santo André começou a entregar nesta sexta-feira (2) as matrículas dos apartamentos do Conjunto Habitacional Prestes Maia – Fase III. Em evento realizado no Salão Burle Marx, no prédio do Executivo, 17 famílias participaram da entrega simbólica dos documentos, que chegarão às mãos de 120 moradores dos blocos H1, H2, I1 e I2.

“Iniciamos a entrega por estes blocos, mas daremos sequência alcançando também os outros”, disse o secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Adriano Cruz.

As 120 famílias dos blocos H e I aceitaram sair do Núcleo Sacadura Cabral no final da década de 90, para que fosse realizada a urbanização do bairro. Outras 692 famílias moram no Conjunto Ha­bitacional Prestes Maia, totalizando 812 famílias atendidas com moradia de interesse social.

Segundo Adriano Cruz, a entrega representa o fim de uma luta de muitos anos dos moradores do Conjunto Habi­tacional e que a Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária vem se dedicando para concluir. “Representa a conquista de uma propriedade, de um imóvel. Hoje esse documento dá plenos poderes para o morador ser o dono definitivo do imóvel, registrado em cartório e no nome dele”, pontuou.

ESPERA

O morador Claudemir Aparecido de Godoi, de 48 anos, conta que foi difícil acreditar em um primeiro momento que estava prestes a receber a matrícula. Ele esperava pelo documento há 22 anos, desde que foi morar no Conjunto Habitacional Prestes Maia.

“Eu vivia na favela. Morava praticamente em cima do esgoto, e quando eu fui sorteado para mudar para o apartamento foi praticamente um sonho. Sou um dos primeiros que mudou para lá e agora ter essa matrícula é uma vitória. É a certeza que eu tenho alguma coisa nesse mundo, uma propriedade”, destacou Godoi.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*