Esportes, Futebol

Santo André anuncia expansão das categorias de base

Sidney Riquetto,  Marcos Fernandes Filho e Celso Luiz de Almeida, durante apresentação do projeto. Foto: Divulgação/EC Santo AndréTrabalhando jovens ho­je para formar craques amanhã. É com essa filosofia que o Ramalhão apresentou ontem (26) a expansão do Projeto Jovem Santo André, com a reativação das categorias de base sub-13, sub-15 e sub-17 do clube. As três se juntarão ao sub-20, que atualmente disputa o Paulista da categoria.

O evento também marcou a apresentação da nova ambientação da sala de imprensa do Estádio Bruno José Daniel, parceria do Santo André com as empresas de comunicação Claro e NET.

Com painéis que fazem referência à conquista da Co­pa do Brasil de 2004 e têm trechos do hino e da história do clube, o local agora estará ainda mais preparado para atender a imprensa.

O Ramalhão pretende voltar a ser uma referência na base. O clube foi campeão do principal torneio de jovens do futebol brasileiro – a Copa São Paulo de Futebol Júnior – em 2003 e é conhecido no cenário nacional por formar e revelar diversos atletas, que atuam ou atuaram nos principais clubes do país, ou chegaram a grandes centros, como a Europa.

Para comandar as categorias as três categorias reativadas, o Ramalhão contratou Reinaldo Oliveira, ex-jogador com passagens por Santo André, São José, Marília e Palmeiras, e que já atuou na função alguns anos atrás.

A categoria sub-20, última etapa antes do ingresso no profissional, continuará sendo comandada por Ari Mantovani e Tassio Lopes.

“O Projeto Jovem Santo André é uma grande oportunidade para que garotos realizem o sonho de se tornar jogadores de futebol. É ótimo também para o Santo André, que contará com atletas formados em casa, já adaptados ao ambiente, à torcida e ao clube”, disse Sidney Riquetto, vice-presidente do Ramalhão.

Atualmente, o Ramalhão tem alguns jogadores formados na base emprestados para outros clubes. Na Série B do Campeonato Brasileiro há três: o lateral-esquerdo Paulinho e o atacante Guilherme Garré, no Boa Esporte-MG; e o volante Dudu Vieira, no Figueirense-SC. O XV de Jaú tem o zagueiro Héliton e o atacante Vinícius Cabelo.

Clubes de maior expressão também contam com jo­gadores andreenses. São os casos de São Paulo e Santos, que contam, respectivamente, com o atacante David Ribeiro e com o lateral-esquerdo Gilberto Jesus, o Bahia.

Copa Paulista

Questionado sobre a ausência do Santo André na Copa Paulista, que é disputada pelos clubes com o objetivo de revelar jogadores para a temporada de estaduais seguinte, o vice-presidente destacou que o torneio é deficitário.

“Buscamos sempre formar equipes vitoriosas, mas para isso é preciso ter responsabilidade financeira. Não podemos gastar aquilo que não temos. Por isso, abrimos mão do segundo semestre para o profissional”, disse Riquetto. “Agora é o momento de investir recursos na base e formar jogadores que serão bem utilizados aqui. Depois, nós trabalharemos para conseguir boas negociações e, consequentemente, elevar as nos­sas receitas”, prosseguiu.

 

Inscrições para o projeto podem ser feitas na bilheteria do Bruno Daniel

O projeto Jovem Santo André é destinado a meninos que nasceram entre 1997 e 2005. As inscrições são feitas somente na bilheteria do portão J do Estádio Bruno José Daniel, de segunda a sexta-feira das 8h às 17h, e aos sábados das 8h às 12h.

Os candidatos devem levar documento original com foto e atestado médico válido. A taxa de inscrição é de R$ 30. Todos os participantes do projeto ganharão uma camisa exclusiva.

Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas no Departamento de Futebol Amador do Santo André, pelo telefone 4458-2483.

Revelações

Entre os jogadores revelados nas categorias de base do Santo André figuram os atacantes Maikon Leite e Nunes, os volantes Ramalho, Makelele e Richarlyson, os zagueiros Rogério Corrêa e Vitor Hugo, o goleiro Júnior Costa e o lateral Pará.

 

3 CComentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*