Brasileirão, Esportes

S.Paulo repete fórmula dos anos 1980 e aposta na base

Marco Aurélio Cunha: “são jogadores que têm potencial. Foto: ArquivoSem querer gastar demais e com uma geração talentosa vindo do CT da base, em Cotia, o São Paulo pretende repetir uma fórmula dos anos 1980 e apostar nos jovens das categorias de base. Desta maneira, David Neres (19 anos), Luiz Araújo (20), Pedro (20) e Lucas Fernandes (19) devem ser aproveitados na próxima temporada.

“Claro que é bom apostar nesses meninos. São jogadores que têm potencial, mas todo clube que quer ganhar título não pode querer vender jogador. Não somos fornecedores e precisamos continuar nessa linha”, disse Marco Aurélio Cunha, diretor executivo do clube.

A ideia é mesclar os garotos com jogadores mais experientes, como o meia Cueva e o atacante Wellington Nem. Esse receita deu certo em 1985 com a equipe dos Menudos do Morumbi, que tinha os então promissores Nelsinho, Muller, Silas e Sidney e os já tarimbados Darío Pereyra, Pita e Careca.

“Não é uma questão de política, mas de momento, algo que estamos enxergando. Porém, eles necessitam ter respaldo. Precisamos ter jogadores que possam dar apoio”, completou Cunha.
Os Menudos, porém, não foram a única vez que o São Paulo adotou essa estratégia. Nos anos 1990, o clube revelou o expressinho, com jogadores como Rogério Ce­ni e Denílson. Na década seguinte surgiram também Kaká e Júlio Baptista.

“Ninguém repete nada, a vida é dinâmica, mas os exemplos são bons e a safra também. É difícil ter um ataque inteiro bom, uma geração inteira virtuosa, com jogadores rápidos e dribladores. Às vezes, nessa linha, você consegue até contra a regra subir muitos jogadores da base de uma vez”, afirmou Cunha.

Os jovens talentos estão motivados com a oportunidade de mostrar serviço e acreditam que podem ajudar o Tricolor a voltar a vencer campeonatos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*