Minha Cidade, Santo André, Sua região

S.André retomará obras de restauração em Paranapiacaba

A Prefeitura de Santo André vai retomar em 2019 as obras de restauro da Vila de Paranapia­caba. O município as­segurou junto ao Iphan (Instituto do Pa­trimônio Histórico e Arquitetônico Nacional) o repasse da verba federal do PAC Cidades Históricas, que possibilitará a restauração de 242 imóveis da Vila Martin Smith, além do Cine Lyra, de um imóvel incendiado na região do Hospital Velho e do campo de futebol do Clube União Lyra Serrano, que teria sido o primeiro do país.

“Este processo foi possível graças à percepção do Iphan, que reconheceu a seriedade, transparência e empenho do governo em retomar o projeto de restaurar esse importante patrimônio da cidade”, des­tacou o prefeito Paulo Serra (PSDB). O investimento previsto para as intervenções de restauro que serão realizadas a partir do ano que vem é de R$ 26 milhões.

O PAC Cidades Históricas foi aprovado em 2013, prevendo intervenções da ordem de R$ 42 milhões. As obras que estavam em andamento foram entregues pela atual administração no ano passado: a adequação da fachada da biblioteca (antiga Casa do Engenheiro), o restauro do antigo almoxarifado da SPR (São Paulo Railway Company), os galpões das oficinas de manutenção e a garagem das locomotivas, que hoje é onde acontece a chegada do Expresso Turístico em Paranapiacaba.

As demais obras não ti­nham começado ainda porque a prefeitura identificou a necessidade de analisar de forma detalhada os gastos previstos, garantido assim a sustentabilidade financeira do convênio, sempre visando a utilização responsável dos recursos públicos.

“Foram feitos revisão dos contratos, estudos detalhados e levantamento da parte jurídica. A interrupção foi necessária, pois houve uma contratação que não frutificou da forma como o município esperava”, explicou o secretário do Meio Ambiente, Fábio Picarelli.

Para que a verba fosse assegurada, o Iphan estabeleceu vários requisitos a serem cumpridos por Santo André, e o principal era a rescisão dos contratos anteriores. “Conseguimos destravar o PAC e agora vamos retomar as obras ainda no primeiro semestre de 2019”, destacou o secretário.

O campo de futebol do Lyra Serrano será o primeiro a ter o processo de licitação aberto, ain­da em janeiro, com previsão de investimentos de R$ 2,2 milhões. O maior e mais complexo contrato é referente ao restauro de 242 imóveis, de­vido às diversas especificidades das casas, como, por exemplo, tipologias diferentes.

O Cine Lyra receberá investimento de R$ 1 milhão e a reconstrução de imóvel incendiado contará com R$ 451 mil. Todas as licitações deverão estar em andamento ainda no primeiro semestre de 2019.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*