Brasil, Editorias, Notícias

Reunião com governadores do Sudeste tem bate-boca entre Bolsonaro e Doria

Reunião com governadores do Sudeste tem bate-boca entre Bolsonaro e Doria
Doria e os demais governadores dos estados do Sudeste reuniram-se nesta quarta com Bolsonaro. Foto: Marcos Corrêa/PR

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse ao presidente da República, Jair Bolsonaro, que ele deveria “dar exemplo ao país, e não dividir a nação em tempos de pandemia”. A declaração aconteceu durante reunião virtual do presidente com os quatro governadores do Sudeste, na manhã desta quartafeira (25). Segundo pessoas que participaram da reunião, Bolsonaro se exaltou com a declaração do governador de São Paulo e chegou a chamálo de “leviano” e “demagogo”.

Bolsonaro também reclamou que Doria teria se apoderado do nome dele nas eleições de 2018 e depois “virou as costas” como fez todo mundo. “Se você não atrapalhar, o Brasil vai decolar e conseguir sair da crise. Saia do palanque”, disse Bolsonaro a João Doria.

A fala de Doria durou cerca de 5 minutos. “Sem diálogo não venceremos a pior crise de saúde pública da história de nosso país. Bolsonaro, início na condição de cidadão, de Brasileiro, Lamentando seu pronunciamento de ontem à noite à nação. Estamos aqui,
os quatro governadores do Sudeste, em respeito ao Brasil e aos brasileiros, e em respeito também ao diálogo e ao entendimento. O senhor, como presidente da República, tinha que dar o exemplo. Tem que ser um mandatário para comandar, para dirigir e para li

Após bater boca com Bolsonaro, Doria disse em sua conta no Twitter estar decepcionado com a postura do presidente durante o encontro. “Decepcionante a posturado presidente Jair Bolsonaro na reunião que tivemos há pouco com governadores do Sudeste para tratar sobre o combate ao coronavírus. Levamos as solicitações do Governo de SP e nosso posicionamento sobre a forma como a crise deve ser enfrentada”, escreveu Doria.

Doria reconheceu ter iniciado a reunião com Bolsonaro com críticas à fala do presidente. Afirmou que era preciso manifestar seu “descontentamento” com as ações. Porém, afirmou que Bolsonaro politizou a questão. “Não politize isso, presidente”, afirmou.

Questionado sobre a possibilidade de impeachment do presidente, Doria disse que “essa é uma decisão do congresso nacional” e da população. Citando pesquisa de opinião do instituto Datafolha divulgadaneste fim de semana, sobre avaliação do presidente, Doria
disse que “o presidente mais atrapalha do que ajuda”.

REUNIÃO

À tarde, 26 governadores se reuniram por viodeconferência para debater ações de enfrentamento ao novo coronavírus. Durante o encontro, os governadores reclamaram  de ações efetivas na área de  economia para ajudar empresas, autônomos e ambulantes.
A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, pediu “equilíbrio, serenidade  e bom senso”. Uma carta será  elaborada pelos governadores  presentes na reunião.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*