Esportes, Futebol

Reintegrado, Felipe Melo minimiza atrito e não pede desculpas públicas a Cuca

Felipe Melo: “Todos os problemas foram solucionados”. Fotos: Cesar Greco/Agência Palmeiras O volante Felipe Melo voltou a falar na Academia de Futebol. Ontem (4), horas depois de ser reintegrado ao elenco do Palmeiras, o meio-campista tratou de justificar o áudio vazado no qual ofendeu o técnico Cuca.

O jogador declarou que todos os problemas foram so­­lucionados com comissão técnica e diretoria, mas não emitiu pedido de desculpas público ao comandante alviverde.

“O que tinha de ser conversado foi conversado. Falei com o treinador e expus tudo aquilo que eu pensava dele, sobretudo do áudio. O importante é que conversei com ele (Cuca). Não acho dele aquilo que falei do áudio”, declarou o volante.

“Não foi de coração. (Cuca) não é nada daquilo que falei. Foi tudo solucionado”, acrescentou Felipe Melo, que se negou a pedir desculpas públicas ao técnico durante a entrevista.

“Não falei que pedi perdão para o Cuca. Pedi perdão, não ao Cuca. Não é só Cuca e Felipe Melo. Tem o Palmeiras, que é maior do que tudo. Tem diretor, treinador, jogadores, funcionários do clube, aqueles que fazem nossa comida, cuidam da grama”, discursou o meio-campista, durante a rápida entrevista.

Mais tarde, quando a equipe já iniciava as atividades no gramado da Academia, Felipe Melo usou o Twitter para comentar novamente sobre o pedido de desculpas ao treinador. “Cortei o repórter para dizer que não pedi desculpas apenas para o Cuca e sim para todos do grupo”, explicou.

O retorno de Felipe Melo estava definido desde a semana passada. O pedido de desculpas do jogador a Cuca pelo áudio vazado, no qual ofende o treinador, estabeleceu uma mudança na situação do jogador. O diretor de futebol Alexandre Mattos também tra­tou de amenizar o conflito.

Minutos depois de conversar com a imprensa, Felipe Melo trabalhou pela primeira vez desde a reintegração. O volante, no entanto, não se juntou aos outros jogadores e permaneceu na academia. O atleta abaixo do nível físico dos companheiros. (

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*