Brasileirão, Esportes

Régis pode ter vínculo com o São Paulo rompido

Régis pode ter vínculo com o São Paulo rompido
Régis está sem treinar desde o final de semana passado. Foto: Érico Leonan/SPFC

O São Paulo mais uma vez precisa cuidar da situação de Régis. Contratado em abril, o lateral já ficou afastado do clube entre junho e julho devido a problemas pessoais. Agora, sem treinar desde o final da semana passado, o atleta pode novamente precisar de um tempo fora. A diretoria analisa o caso e espera resolvê-lo em breve. O vínculo dele com o clube tricolor vai até abril de 2019, e poderá ser rescindido.

Os problemas particulares são considerados graves, e o clube prestou toda ajuda necessária durante o primeiro período de afastamento. O atleta voltou a treinar aos poucos, recuperou a forma física afetada pela parada e até conseguiu voltar a jo­gar em bom nível, inclusive sendo decisivo para o time buscar empate por 1 a 1 com o Fluminense no Morumbi, com um jogador a menos.

A diretoria não informa o tipo de problema enfrentado por Régis, que chegou ao clube tricolor depois de se des­tacar nas últimas três edições do Campeonato Paulista, pelo São Bento. Aos 29 anos, o la­teral-direito já passou por 17 clubes na carreira, que teve no São Paulo seu ápice.

Este não é o primeiro clube no qual Régis apresenta problemas. Em 2012, deixou o Paysandu antes da Série C. Em 2015 e 2017 teve vínculo rescindido por Botafogo e Bahia, respectivamente.

Sem Régis, o técnico Diego Aguirre terá de criar soluções para a lateral, que atualmente só conta com Bruno Peres. Araruna costuma ser improvisado por ali, mas está lesionado. Rodrigo Caio e Arboleda já fizeram a função, assim como Hudson. Nos treinos, os garotos da base Carlinhos, Gilson e Tuta já foram observados.

 

Everton treina, anima Diego Aguirre e se prepara para retorno ao time

O meia-atacante Everton deu ontem (2) mais um importante passo para voltar a jogar no sábado, contra o Palmeiras, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileirão.

O camisa 22 participou da atividade com bola junto com os demais jogadores no Centro de Treinamento (CT) da Barra Funda e, aparentemente, não demonstrou incomodo em sua fibrose na coxa esquerda, que o tirou das últimas duas partidas.

Nenê, por sua vez, não participou dos trabalhos para resolver questões pessoais. O veterano, contudo, não preocupa para a partida. Diego Aguirre também terá o retorno de Arboleda.

Com as duas peças em mãos, o treinador uruguaio poderá escalar força máxima para o clássico com o Palmeiras, no sábado.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*