Economia, Notícias

Região cria 1.912 vagas com carteira e tem melhor setembro em cinco anos

Região cria 1.912 vagas com carteira e tem melhor setembro em cinco anosO mercado de trabalho com carteira assinada do ABC registrou a abertura de 1.912 vagas formais em setembro, tercei­ro saldo positi­vo conse­cutivo e melhor resul­ta­do pa­ra o mês em cinco anos.

Os dados do Cadastro Ge­ral de Empregados e Desem­pregados (Caged) foram divulgados ontem (22), pelo Ministério do Trabalho.

Trata-se também do segundo melhor desempenho do ano, perdendo apenas pa­ra o de abril, quando foram gerados 2.569 empregos.

Com o aumento do emprego em se­tembro, o saldo acumulado no ano é positi­vo em 11.349 vagas, melhor resultado para o período desde as 24.583 geradas nos no­ve primeiros meses de 2011.

O desempenho no acumu­lado do ano expressa mo­vi­men­to de mo­desta recupe­ra­ção do empre­go regional.

O crescimento do empre­go em setembro foi liderado pelos serviços. Dados do Mi­nistério do Trabalho indicam que o setor registrou a criação de 976 postos de traba­lho, seguido pelo comércio, que elevou o estoque de vagas com carteira assinada em 416 vagas. A construção civil foi a terceira atividade que mais gerou empregos (360) e a indústria, a quarta (269).

Nos serviços, os principais responsáveis pelo aumento da ocupação em setembro foram os subsetores do comércio e admi­nistração de imóveis, valores mobiliários e serviço técnico (287 vagas), ensino (196) e alojamento, alimentação, reparação, manutenção e redação (189).

Os 416 postos de trabalho criados no comércio foram pu­xados tanto pelo varejo (299) quanto pelo atacado (117).

O desempenho da indústria foi favorecido, principalmente, pelo setor químico de produtos farmacêuticos, vete­rinários e perfumaria, com a criação de 139 empregos, seguido de vestuário (102).

O pior resultado foi o do setor de montadoras e autopeças, que fecharam 163 vagas em setembro puxadas pe­la desaceleração na produção, decorrente da retração nas ex­portações de veículos.

No corte geográfico, os se­te municípios contrataram mais do que demitiram, com des­taque para São Caetano, que abriu 430 postos de trabalho, com alta de 0,39% no nível de ocupação. Em termos absolutos, o resultado mais expressivo foram os 639 empregos gerados em São Bernardo.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*