Brasileirão, Esportes

Ramirez, Mano Menezes e árbitro são intimados a depor em caso de injúria racial

Ramirez, Mano Menezes e árbitro são intimados a depor em caso de injúria racial
Gerson acusa Indio Ramirez de injúria racial. Foto: Alexandre Vidal/CRF

O caso de injúria racial contra o meia Gerson, do Flamengo, pode levar Indio Ramirez, do Bahia; o técnico Mano Menezes e o árbitro da partida entre Flamengo e Bahia, Flavio Rodrigues de Souza, para a Justiça comum. Os três foram intimados a dar depoimento presencial sobre o suposto episódio de racismo. Gerson será o primeiro a ser ouvido pela delegada Marcia Noeli, da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), do Rio de Janeiro, em inquérito aberto nesta segunda-feira (21).

De comum acordo com seu pai, que também é seu empresário, e com a diretoria do Flamengo, o jogador aceitou levar o caso adiante. No jogo, o colombiano Ramirez teria dito a seguinte frase ao meia: “Cala boca, negro”. Na transmissão da TV, foi possível ouvir Mano Menezes dizendo que a acusação de Gerson era “malandragem”.

Gerson não aceitou a injúria e pediu providências. O meia fez a acusação durante e após a partida vencida pelo Flamengo por 4 a 3, no Maracanã. O jogador passou mais de uma hora reunido com o pai e o vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches, na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) nesta segunda-feira.

“Instaurei inquérito e combinei com o departamento jurídico do Flamengo para que o Gerson viesse aqui e relatasse tudo o que aconteceu. Pedi à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) os documentos referentes ao jogo (súmula). Injúria racial é crime e tem de ser punida. É importante as pessoas entenderem que não pode haver mais racismo“, disse a delegada Marcia Noeli.

O meio-campista vai dar seu depoimento na manhã desta terça-feira, na delegacia especial, no Centro do Rio de Janeiro. Ainda não há data para os outros envolvidos serem ouvidas no inquérito. Depois do jogo, o Bahia anunciou a demissão do técnico Mano Menezes e informou que afastou Ramirez por tempo indeterminado. O clube afirmou que o jogador negou veementemente as acusações, mas ressaltou que “é indispensável, imprescindível e fundamental que a voz da vítima seja preponderante em casos desta natureza”.

O Bahia anunciou na tarde desta segunda-feira o nome do seu novo treinador. Dado Cavalcanti foi o treinador do time de transição (sub-23) até o início da pandemia, em março, quando o projeto precisou ser interrompido. Agora ele assume o posto de Mano Menezes.

O Flamengo fez representação ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) contra Mano Menezes e Ramirez. O atleta pode pegar de cinco a dez jogos de suspensão, além de ser punido com multa que varia de R$ 100 a R$ 100 mil, se for condenado por ato discriminatório, que está previsto no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O Tribunal já tem ciência do caso e aguarda encaminhamento.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*