Esportes, Futebol

Ralf descarta ter ‘lugar cativo’ no Corinthians

Ralf descarta ter ‘lugar cativo’ no Corinthians
Ralf: “Estou aqui para fazer nova história no Corinthians”. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Pouco mais de dois anos depois de deixar o Corinthians rumo à China, o volante Ralf foi apresentado oficialmente ontem (20) como reforço do time alvinegro para a temporada.
Na primeira entrevista após o retorno, o jogador descartou que tenha lugar cativo na equipe e prometeu reescrever sua história no clube.

“O Corinthians me abriu as portas para a seleção, para a China, para ser melhor volante. Todo mundo sonha em jogar no Corinthians. Vou começar do zero de novo. Estou aqui para fazer nova história”, disse Ralf.

Segundo o jogador, a ideia é que fique à disposição do técnico Fábio Carille nas próximas semanas, depois do aprimoramento físico. Ontem, por exemplo, o jogador treinou em dois períodos.

“Tenho de estar preparado para onde (Carille) quiser que eu atue, seja com um ou dois volantes. Claro que fiquei marcado por jogar aqui como primeiro volante. Se tiver de jogar como volante, vou buscar meu espaço”, ressaltou Ralf, que assinou contrato de dois anos.

“Não vejo problema (em ser reserva). Quando assina, o contrato não fala que tem de ser titular. Já estive aqui e já fui para o banco. Ninguém tem cadeira cativa, a disputa é sadia. Quem tem de escolher é o Carille”, disse.

Ao explicar os motivos que o fizeram deixar o Corinthians logo após o título brasileiro de 2015, o volante disse que o dinheiro falou mais alto naquela ocasião.

“Não sou hipócrita: foi o financeiro, vi como um oportunidade. O mercado lá estava crescendo muito. Foi uma oportunidade para minha família. Não podia desperdiçá-la”, frisou o jogador, que celebrou o reencontro com outros campeões mundiais pelo Corinthians.

“Sempre é bom repatriar jogadores do (título) Mundial, da Libertadores, são jogadores experientes. Porém, todos têm de lutar pelo seu espaço. Não é porque já ganhou que tem vaga. Temos de trabalhar e buscar nosso lugar. O Corinthians só tem a ganhar”, finalizou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*