Curiosidades

Qual a relação entre asma e halitose?

A halitose é uma condição que, embora muita gente não saiba, pode estar condicionada a mais de 90 causas. Desse modo, além do mau hálito ocasionado pela deficiência de higienização bucal, “ele pode ser gerado também por outros fatores, como a asma, por exem­plo”, explica Cláudia Gobor, dentista especialista em halitose e presidente da Associação Brasileira de Halitose.

A asma é uma doença inflamatória crônica que afeta os brônquios. “Já que apresenta problemas na respiração pelo nariz, em uma crise asmática, as pessoas tendem a respirar pela boca, o que causa o mau hálito”, afirma.

Isso ocorre porque esse tipo de respiração leva ao ressecamento da mucosa oral e à mudança da microbiota. “Em consequência, a saburra lingual (camada esbranquiçada) pode se formar com mais facilidade na superfície da língua, o que pode levar ao aparecimento do mau hálito”, alerta.

O portador da asma pode ter mais chances de desenvolver cáseos amigdalianos (aquelas bolinhas brancas que ficam alojadas nas amígdalas), gengivite e cárie. Outro ponto importante, é que o estresse pode ser outro fator colaborativo. Em pacientes asmáticos, nos momentos de crise, o estresse e a tensão pela situação podem se agravar, ocasionando uma diminuição salivar, o que pode acarretar alterações no hálito.

A especialista alerta que, “os asmáticos devem ter cuidado extra com a saúde bucal. Por isso, além da escovação, o paciente também deve ficar atento na sua alimentação e ingerir bastante água. Além disso, devem evitar produtos que estimulem a secura bucal, como alguns enxa­guantes e cremes dentais.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*