Economia, Notícias

Puxado por vendas diretas, emplacamento de veículos novos cresce 12% em julho

Puxado por vendas diretas, emplacamento de veículos novos cresce 12% em julho
Assumpção: “Julho teve quatro dias úteis a mais do que junho, o que refletiu, positivamente, nos volumes em dias corridos”. Foto: Divulgação

As vendas de veículos novos cresceram 12% em julho ante igual mês do ano passado, mostram dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Foram emplacados 243,6 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Trata-se do maior resultado para o mês desde julho de 2014.

Contra junho, houve expansão de 9,2% nas vendas. A Fenabrave, porém, destaca que contribuíram para o crescimento nessa comparação os quatro dias úteis a mais do mês passado.

“Julho teve quatro dias úteis a mais do que junho, o que refletiu, positivamente, nos volumes em dias corridos. Porém, as vendas diárias apresentaram queda de 9,8%”, alertou o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr., lembrando que, no Estado de São Paulo, o feriado de 9 de Julho influenciou na queda das vendas diárias.

No acumulado de 2019, os emplacamentos somam 1,551 milhão de unidades, avanço de 12,1% em relação a igual intervalo do ano passado e maior volume para o período desde 2014. O crescimento obtido nos primeiros sete meses do ano supera a projeção da Fenabrave para o fechamento do ano, de alta de 8,3%.

Embora os resultados apontem crescimento do mercado, a Fenabrave alerta que as vendas diretas continuam influenciando o resultado. “No acumulado de janeiro a julho, as vendas diretas representaram 45,1% dos emplacamentos de automóveis e comerciais leves, contra 40,9% no mesmo período de 2018. Quando falamos em volumes, o varejo cresceu 3,6% nesse período, enquanto as vendas diretas avançaram 21,4%”, ponderou Assumpção.

O balanço da Fenabrave também informa que, considerando somente os veículos leves (automóveis e comerciais leves), as vendas cresceram 11,4% em julho ante igual mês de 2018, para 232,2 mil emplacamentos. De janeiro a julho, 1,481 milhão de unidades foram vendidas, crescimento de 10,9% em relação a igual intervalo de 2018.

No caso dos caminhões, o mercado cresceu 35% em julho ante igual mês de 2018, com a venda de 9 mil unidades. Em relação a junho, o segmento teve expansão de 15,3%. No acumulado do ano, a categoria registra 55,8 mil vendas, aumento de 43,2% sobre o resultado registrado de janeiro a julho do ano passado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*