Economia, Notícias

Puxado por Sabesp e montadoras, ABC atraiu R$ 5,6 bi em investimentos no 1º semestre

Puxado por Sabesp e montadoras, ABC atraiu R$ 5,6 bi no 1º semestre em investimentos
Montante integra levantamento divulgado pela Fundação Seade e não inclui aporte feito pela GM

Estudo divulgado nesta semana pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) revela que o ABC atraiu ao menos R$ 5,60 bi­lhões em investimentos no primeiro semestre deste ano, montan­te quase sete ve­zes superior aos R$ 717 milhões captados no mesmo período de 2018.

Os dados integram a Pesquisa de Investimentos Anunciados no Estado de São Paulo (Piesp), realizada pela Fundação Seade desde 1988, mas submetida a uma revisão me­todológica em 2012 para incluir os aportes confirma­dos, mas sem valor divulgado.

Apesar do nome, entram na conta, além dos aportes anunciados, aqueles em anda­mento e também os recém-concluídos – sem duplicidade.

Do total de 40 projetos listados pela Fundação Seade no ABC no primeiro semestre deste ano, 26 tiveram o valor revelado. Não faz parte dessa relação o investimento anunciado pela General Motors – que, embora tenha informado que vai investir R$ 10 bilhões em suas fábricas no Estado de São Paulo, não detalhou quanto será destinado a São Caetano e São José dos Campos.

A indústria teve quatro pro­­jetos relacionados e investimentos de R$ 2,1 bi­lhões. A maior parte veio do setor automotivo, com destaque para aportes da Scania (R$ 1,4 bi­­lhão) e da Mercedes-Benz (R$ 100 mi­lhões), ambas de São Bernardo. A lista também inclui os R$ 600 milhões anunciados pela Braskem em sua unidade de Santo André.

“É importante ressaltar que políticas setoriais recentes criaram incentivos para alavancar investimentos em algumas cadeias produtivas, contribuindo para esse desem­penho favorável. Entre os es­tímulos para a cadeia automotiva destacam-se o Rota 2030, programa do governo fede­ral com incentivos fiscais às montadoras de veículos para pesquisa e desenvolvimen­to; e ainda o IncentivAuto, do go­verno paulista, que visa ampliação da produção e geração de emprego”, diz o estudo.

SABESP

A área de infraestrutura te­ve três pro­­jetos relacionados e investimentos de R$ 3,26 bi­lhões. A maior parte veio de aportes da Sabesp em São Ber­nardo (R$ 1,7 bi­­lhão) e San­­to André (R$ 1,54 bi­lhão), para ampliação e moderni­zação das redes de abastecimento de água e coleta de esgoto.

Ainda segundo o estudo, o comércio atraiu 13 projetos com investimento de R$ 50 mi­­lhões, com destaque para unidades anunciadas, inauguradas ou reformadas pela Coop.

No setor de serviços, os anúncios compreendem 20 pro­­jetos e R$ 189 milhões in­vestidos ou projetados. O maior aporte anunciado é o do Sesi (R$ 150 mi­lhões) para a cons­trução de unidade em parte do terreno do Pavilhão Vera Cruz, em São Bernardo. Também foi divulgado aporte de R$ 26 mi­lhões para a reforma do Shopping Metrópole, na mesma cida­de.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*