Economia, Notícias

Puxada pelo setor automotivo, região atraiu investimentos de R$ 7,6 bi em 2017

Puxada pelo setor automotivo, região atraiu investimentos de R$ 7,6 bi em 2017Estudo divulgado nesta semana pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) revela que o ABC atraiu ao menos R$ 7,64 bilhões em investimentos no ano passado, montante quase dez ve­zes superior aos R$ 770 milhões captados em 2016.

Os dados integram a Pesquisa de Investimentos Anunciados no Estado de São Paulo (Piesp), realizada pela Fundação Seade desde 1988. Apesar do nome, entram na conta, além dos aportes anunciados, aqueles em andamento e também os recém-concluídos – sem duplicidade.

O montante anunciado no ABC é o maior desde 2012 (veja gráfico ao lado), quando o levantamento sofreu revisão metodológica e passou a incluir os aportes confirmados, mas sem valor divulgado.

Do total de 72 projetos listados pela Fundação Seade no ABC no ano passado, 38 tiveram o valor revelado.

A indústria liderou com folga os anún­cios, com 14 pro­jetos e investimentos de R$ 7,1 bilhões, quase 93% do total da região. A maior parte veio do setor automotivo, com destaque para os aportes de General Motors (R$ 1,2 bilhão), Scania (R$ 2,6 bilhões) e Volkswagen (R$ 2,6 bilhões).

“A crise que se intensificou no país a partir do segundo trimestre de 2014 gerou clima de incerteza e insegurança, dificultando a realização de investimentos, sobretudo os de médio e longo prazos, para aumentar a capacidade produtiva das empresas”, diz o estudo, que aponta a reversão os indicadores econômicos em 2017, “influenciada positivamente pela baixa inflação, redução dos juros, expansão do crédito, aumento da produção industrial e das exportações”.

Segundo a Fundação Seade, a retomada dos investimentos nas montadoras reflete “os acordos automotivos celebrados com países do Mercosul e outros, que alavancaram a produção e as exportações paulistas de automóveis”.

Ainda segundo o estudo, o comércio atraiu 37 projetos, com investimento total de R$ 100 milhões, com destaque para novas unidades anunciadas ou inauguradas pela Coop e pelos grupos Pão de Açúcar (Assaí) e Zaragoza (Spani).

No setor de serviços, os anúncios compreendem 21 projetos e R$ 440 milhões investidos. O maior aporte foi o do Atlantica Hotels, que inaugurou complexo ho­teleiro em Santo André.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*