Política-ABC, Santo André, Sua região

PSOL põe S.André em lista de cidades estratégicas para eleições de outubro

PSOL põe S.André em lista de cidades estratégicas para eleições de outubro
Bruno Daniel: “Sem dúvida aumenta nossa responsabilidade, mas também nossas chances”. Foto: Divulgação

A direção nacional do PSOL incluiu Santo André na relação de cidades consideradas es­­tra­tégicas para o partido nas elei­­ções municipais de outubro. O anúncio foi feito no último sá­bado (29), durante plenária rea­lizada pelos socialistas no Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá, a pri­meira desde que o professor universitário Bruno Daniel foi confirmado pré-candidato da sigla ao Paço andreense.

“Santo André vai estar entre nossas prioridades, não só porque a gente pode vencer, mas também porque pode re­cuperar a ideia de que a esquer­da pode governar com ética e responsabilidade”, afirmou o presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, que parti­cipou da plenária prestigiada por cerca de 300 pessoas.

Além de Santo André, fi­guram nessa lista municípios como São Paulo, Ri­o de Janeiro, Florianópolis, Be­­lém e Niterói, entre outros.
A direção nacional do PSOL entende que Bruno Daniel tem boas chances de conquistar o Paço de Santo André. Pes­quisa realizada pelo Institu­to ABC Dados e publicada em meados do ano passado mostra que o irmão mais novo de Celso Da­niel – prefeito de Santo André assassinado em janeiro de 2002 – aparece como o nome com mais chances de impedir a ree­lei­ção de Paulo Serra (PSDB).

Além disso, Bruno Daniel poderá usar como mote o legado deixa­do pelo irmão, que comandou o Executivo andreense por três oportunidades e é considerado por parcela significativa da população o melhor prefeito da história da cidade.

“Sem dúvida (colocar San­to André entre as priorida­des) aumenta nossa responsa­bili­dade, mas aumenta também nossas chances de fazer boa campanha”, disse Bruno Da­niel após a plenária, que teve também a presen­ça da deputada federal Sâmia Bomfim (SP) e do pré-candidato do partido à Prefeitura de Flo­rianópolis, Elson Pereira.

“Joga um peso muito gran­de sobre nossas costas, mas es­tamos preparados para este de­safio. Prova disso é que conseguimos colocar 300 militantes em uma plenária numa tarde de sábado. É um bom começo para uma eleição muito difícil, da qual o PSOL é um joga­dor importante e tem chan­ces”, afirmou o ex-vereador e presidente em exercício do diretório andreense, Ricardo Alvarez.

VICE

Durante a plenária, o dire­tório municipal apresentou aos militantes os pré-candidatos a vereador e as três mu­lheres que poderão dividir com Bruno Daniel a chapa majoritária psolista: Roseli Querodia, Rosi Santos e Ubimara Ding.

“Temos até a convenção pa­­ra tomar a decisão, mas arris­ca­ria dizer que há enorme cha­n­­­­­ce de ser uma mulher”, disse Bruno Daniel, que revelou ter iniciado conversas com representantes da Rede Sustenta­bilidade para compor aliança. “O desenvolvimento econômico e socioambiental é um ponto chave em nossa proposta. Nes­se sentido, a Rede tem muito a contri­buir. Por enquanto, estamos só nas conversas”, disse.

Em um discurso de cerca de 40 minutos, Bruno Daniel apresentou propostas de go­verno. O plano, segundo o socialista, está em construção e terá três eixos fundamentais: redução das desigualdades, promoção do desenvolvimento so­­cioambiental e aprimoramento da de­mocracia representativa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*