Diadema, Política-ABC, Sua região

PSDB de Diadema aguarda indicação de Morando

Morando afirmou que vai apresentar sugestões; Para Leitão, o PSDB tem de se compor. Foto: ArquivoA escolha do novo presidente do PSDB de Diadema aguarda por indicação do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando. Candidato mais votado do partido na região, caberá ao chefe do Executivo são-bernardense atuar efetivamente na montagem da legenda no município. De acordo com fontes ligadas à coordenação da sigla, é grande a insatisfação da direção estadual com os resultados obtidos na eleição de 2016.

O último presidente, o ex-vereador José Augusto da Silva Ramos foi destituído do cargo. Ramos, um dos principais nomes do PSDB no município, foi o principal entusiasta pela permanência do PSDB na base aliada do prefeito Lauro Michels (PV). O coordenador regional, Marcio Canuto, tentou por diversas vezes dissuadir o agora ex-presidente e convencê-lo a lançar candidato próprio na cidade, ou ao menos o nome para vice-prefeito.

Canuto foi vencido e o PSDB nem indicou o candidato a vice-prefeito – Diadema elegeu uma chapa pura, com Lauro Michels prefeito e Márcio Paschoal Giudício, o Márcio da Farmácia, como vice, ambos do PV – e os tucanos não fizeram nenhuma cadeira no Legislativo.

Duas nominatas foram apresentadas na cidade, tendo o também ex-vereador e secretário de Segurança Alimentar, Atevaldo Leitão, como um dos possíveis presidentes. A outra é encabeçada por Alexandre Diniz, atualmente filiado ao PSB, mas que foi filiado ao PSDB por 14 anos.

A informação de quem tem acompanhado de perto as tratativas é que há consenso entre os pleiteantes em abrir mão da disputa caso a indicação de Morando seja a que mais agrega ao partido. Os pleiteantes, no entanto, não confirmam. “Acho que o PSDB tem de se compor. Precisa ter diálogo”, comentou Leitão. Extraoficialmente, existe o temor que uma pessoa ligada ao prefeito de São Bernardo assuma a legenda e o partido deixe a base governista, uma vez que não tem sido boa a relação entre os dois prefeitos.

Respeito

Presidente estadual do PSDB, Pedro Tobias não afirma que o partido vai deixar a base governista em Diadema, mas destaca que é preciso que a legenda seja respeitada. “Os militantes, os filiados da cidade é que têm de resolver isso. O diretório estadual não vai intervir. Não é uma ditadura”, argumentou.

“Podemos ser aliados, mas temos de ser respeitados e tratados pelo tamanho que tem o PSDB. Não podemos ser tratados como alguém que corre atrás de emprego”, destacou.

Por meio da assessoria de imprensa, a Prefeitura de São Bernardo informou que “após manifestação do presidente estadual da legenda, o deputado Pedro Tobias, o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, esclarece que tem dialogado com diversos segmentos da cidade, inclusive o PSDB local, em relação aos interesses do partido. Ressalta que no tempo adequado irá apresentar suas sugestões para compor uma nova executiva municipal provisória para o diretório. Adiciona também que seu desejo é oxigenar e trazer novos quadros para o partido em Diadema”.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*