Minha Cidade, Santo André, Sua região

Programa para zerar fila na saúde em Santo André atendeu 30 mil

Serra: “preferimos fazer com que essa fila seja reduzida, mas que tenha uma resolutividade de 100%. Foto: Ricardo Trida/PSAO programa Saúde Fila Zero, criado pela Secretaria de Saúde de Santo André e que tem como objetivo acabar com a demanda reprimida de consultas e exames na cidade realizou 30 mil atendimentos até 30 de junho. Os dados foram divulgados na tarde de ontem (10) durante coletiva de imprensa para balanço dos seis meses da atual gestão.

O número de pessoas que aguardavam por atendimento médico chegava a 128 mil com espera média de 18 meses. O programa prevê que todas sejam atendidas até o final do ano por mutirões e/ou através do credenciamento de dois estabelecimentos de saúde, a Clínica Ana Rosa e o Hospital e Maternidade Dr. Christóvão da Gama, que prestam os serviços em troca de abatimentos de dívidas tributárias com a cidade.

“Nossos números são reais. Talvez não na velocidade que nós mesmos poderíamos esperar, mas é justamente por causa do fluxo de atendimento. A gente prefere fazer com que essa fila seja reduzida, mas que tenha uma resolutividade de 100%”, destacou o prefeito Paulo Serra (PSDB).

“Nos mutirões de consultas aos finais de semana temos acabado com as filas em determinada especialidade, mas isso gera outra fila de exames. Então algumas vezes a gente não faz a quantidade de consultas que poderíamos fazer, para dar conta da demanda que surge desses atendimentos”, completou.

Serra finalizou dizendo que considera 30 mil atendimentos um número “não tão grande”, mas que são “30 mil atendimentos resolvidos”. “Essas pessoas, naquela especialidade, foram atendidas com consulta, exames, medicamentos, tudo. 100% de resolutividade, sem gerar novas filas”, concluiu. “A gente não vai fazer um monte de consulta para ter uma grande demanda de exames”, finalizou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*