Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Primeira residência terapêutica de S.Bernardo comemora 7 anos

Data foi comemorada com festa. Foto: Walmir Frazoi/PMSBC

Um dos símbolos da luta antimanicomial em São Bernardo, a Residência Terapêutica (RT) Artemio Minski, a primeira a ser implementada na cidade, completou nesta semana sete anos de funcionamento com festa para os moradores e trabalhadores da rede de Saúde Mental. Na casa, só para homens, vivem atualmente dez ex-internos de um hospital psiquiátrico que passaram décadas sem contato social e tratamento adequado.

“As residências terapêuticas deram uma nova chance a essas pessoas que foram vítimas da violação dos direitos humanos. Nós comemoramos a conquista da liberdade e de outros direitos. Hoje, a cada dia que passa, eles dão um passo significativo em direção à autonomia”, comenta a monitora responsável pela residência Maria Aparecida Nardini da Silva, a Cidinha.

Os moradores seguem a rotina de uma casa comum, apoiados pelos acompanhantes terapêuticos, que os auxiliam nas tarefas do dia a dia, desde o preparo da alimentação às saídas para fazer compras, por exemplo. Além disso, participam quase que diariamente das atividades no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Centro, como oficinas, rodas de conversa e as aulas do Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos (Mova).

Todos os moradores saíram do Hospital Lacan com diagnóstico de esquizofrenia, consumindo quantidades elevadas de psicotrópicos. Atualmente, metade deles não toma mais esse tipo de medicação e, os que ainda fazem uso, são em quantidades mínimas, antes de dormir. O restante da medicação prescrita é para problemas comuns de saúde, como hipertensão e diabetes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*