Brasileirão, Esportes

Presidente do Santos colocará venda de Rodrygo ao Real em votação no Conselho Deliberativo

Pressionado no cargo, o presidente do Santos, José Carlos Peres não quer assumir sozinho a responsabilidade de vender o atacante Rodrygo, 17 anos, para o Real Madrid, da Espanha. Após dividir o assunto em reunião com o Comitê Gestor nesta quinta-feira (7), o dirigente agora prometeu que colocará a possível transferência da nova “joia santista” em votação no Conselho Deliberativo.

Em pouco mais de cinco meses de mandato, Peres enfrenta forte pressão na Vila Belmiro. Na reunião do Conselho da última quinta-feira, o mandatário foi “bombardeado” de críticas vindas de conselheiros que pediam a palavra no púlpito. Do lado de fora, torcedores pediam o impeachment e para que renunciasse o cargo, com faixas, gritos e fogos.

“Não, não está nada aprovado [venda pelo Comitê Gestor]. Essa venda depende, se ocorrer, não só do Comitê Gestor, mas do Conselho Deliberativo. Vamos colocar em plenário para ter votação”, afirmou José Carlos Peres.

A ideia do presidente santista é encaminhar a transferência de Rodrygo ao Real Madrid ao Conselho mesmo que o clube merengue pague a multa rescisória, fato que obrigaria o clube paulista a negociar o jogador sem votação. Porém, neste caso, Peres promete pelo menos explicar detalhadamente a negociação, expondo valores e forma de pagamento.

“Estão próximas da multa e a gente já deu o recado: precisa pagá-la. Mesmo tendo a multa, vamos conduzir junto com o Comitê Gestor e o Conselho Deliberativo. Vamos explicar, mostrar. Obviamente que se pagou, não tem jeito. Mesmo assim, só daqui a um ano pode levar”, disse.

Até o momento, o Real Madrid ofereceu € 45 milhões (R$ 207 milhões), segundo apurou a reportagem. No entanto, a multa rescisória do jogador está estipulada em € 50 milhões (aproximadamente R$ 213 milhões). O dirigente santista já faz planos com o dinheiro: pagar dívidas e reforçar o elenco.

PLANO DE CARREIRA
Caso o Conselho Deliberativo não aprove a transferência de Rodrygo para o futebol europeu, José Carlos Peres não descarta oferecer plano de carreira para o jogador, que inclui um projeto de marketing. No entanto, o dirigente não vê a família do jogador interessada em desistir de propostas do exterior neste momento para ficar no clube.

“Segurar e fazer entorno dele um projeto de marketing para trazer mais torcedores. O interesse é sempre segurar o atleta. Tem de ver o lado do atleta e é preciso avaliar. Estamos, sim, montando um projeto para ele e sua família”, afirmou Peres.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*