Diadema, Política-ABC, Sua região

Presidente do PSDB de Diadema foi indicado por Orlando Morando

Salem é recém-chegado ao partido e faz parte de projeto de renovação. Foto: DivulgaçãoO PSDB de Diadema já definiu quem será o novo presidente: o empresário da cidade, Mamede Rasou Salem. Recém-chegado ao partido – seu nome ainda não consta na lista de filiados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Salem reconhece que não tem trânsito no meio político, mas evitou projetar sobre o futuro da legenda e se limitou a afirmar que pretende “unir o partido”.

O PSDB saiu da eleição municipal de 2016 menor do que entrou. Detentor de duas cadeiras no Legislativo até o final do ano passado, a legenda não conseguiu eleger nenhum vereador, e a escolha por fazer coligação com PV e PCdoB, na base de apoio do prefeito reeleito, Lauro Michels (PV), foi motivo de críticas em importantes alas da sigla.

Indicação do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), o novo presidente do diretório em Diadema disputava o posto com o secretário de Segurança Alimentar da cidade, Atevaldo Leitão, e o também empresário Alexandre Diniz, que atualmente está filiado ao PSB, mas fez parte das fileiras tucanas por 14 anos.

Neutro

A reportagem do Diário Regional apurou que a escolha de uma pessoa “neutra”, sem histórico na política da cidade, faz parte de um projeto de intensa renovação do partido, não tanto dos quadros, mas da sua forma de posicionamento. A nova cara da legenda não significa, no entanto, rompimento com a atual gestão, na qual ocupa três secretarias: Segurança Alimentar, Assuntos Jurídicos e Planejamento.

Nos bastidores, a chegada de Salem é recebida com um misto de apreensão e boas expectativas. “Vamos ajudar no que for possível, para montarmos o partido e definirmos projetos para 2018 e 2020”, relatou uma fonte. “É claro que esperávamos que a presidência ficasse com alguém que já está com a gente há mais tempo, mas foi uma decisão da direção estadual e vamos acatar”, completou.

A regularização dos nomes da nova direção do diretório, bem como um evento oficial, deve ocorrer ainda este mês. “A palavra agora é união. Aceitei o convite do Morando e quero colaborar para fortalecer o partido”, comentou Salem. “Estou na cidade há muitos anos e é com a minha visão de empresário, de gestão, que pretendo contribuir. Quero falar com as pessoas que já fazem parte do PSDB, me apresentar, com bastante calma”, completou.

Todas as fontes ouvidas pela reportagem do Diário Regional descartaram a saída do PSDB da base do prefeito de Diadema, apesar dos problemas de relacionamento que o verde tem com Morando desde que anunciou que a cidade pretende deixar o Consórcio Intermunicipal. “A aliança com o atual governo é mérito do trabalho das pessoas que já estavam no partido. Não faz sentido mexer nisso agora”, afirmou o novo presidente.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*