Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Prefeitura de São Bernardo entrega viaturas da GCM com economia de R$ 2,2 milhões

Prefeito Orlando Morando entrega 50 novas viaturas para a Guarda Civil Municipal
Viaturas foram contratadas de empresa locadora, em novo modelo que garantirá mais eficiência e economia aos cofres públicos. Foto: Omar Matsumoto/PMSBC

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), e o secretário municipal de Segurança Urbana, Carlos Alberto dos Santos, entregaram ontem (20) 50 novas viaturas para a Guarda Civil Municipal. Os veículos, de três modelos diferentes, vão substituir a frota atual, que conta apenas com 20 carros, dos quais cinco não estão em condições de circular.

A nova frota é toda alugada por meio de contrato com a empresa SC Brasil Transportes de Passageiros e Serviços Ambientais, a custo total de R$ 1,989 milhão. O valor inicial do pregão era de R$ 4,267 milhões, o que representou economia de R$ 2,277 milhões. O contrato pode ser ampliado em até 25%.

“Mudamos o processo. Até o momento tínhamos a frota própria do município, o que claramente se mostrou ineficiente. É difícil a manutenção, a reposição de peças, o custo é mais elevado”, declarou o prefeito. “A prefeitura, aliás, está fazendo o que já faz a iniciativa privada, hoje é rara a empresa que tem frotas próprias, são sempre alugadas, terceirizadas”, explicou.

O domínio sobre os novos veículos – dos modelos Polo, Palio Weekend e Trail Blazer – será totalmente da GCM, que terá a frota de 50 veículos e outros cinco de reserva, e toda manutenção e reparo que se faça necessário será de responsabilidade da empresa contratada. “A segurança publica é hoje indiscutivelmente o maior problema apontado pelos moradores de São Bernardo. Não estamos na linha apenas de culpar e querer que o Estado ou a União resolva o nosso problema. Efetivamente estamos solícitos em colaborar”, pontuou.

Morando destacou os investimentos que têm sido feitos na área de segurança, como a troca do armamento da guarda, a mudança no regime de contratação de celetista para estatutários, e afirmou que até o final do ano os revólveres calibre 38 serão trocadas por pistolas 380. “Também autorizamos concurso para contratação de mais 100 guardas, o que vai elevar nosso efetivo para quase mil oficiais”, completou. “Tudo isso aumenta a sensação de segurança”, afirmou.

A frota atual, composta por 20 veículos, dos quais cinco estão sem condições de uso, será leiloada. “Nossa intenção é eliminar a frota própria de todo o governo. Na GCM por meio de contrato, na administração vamos usar os aplicativos, já está em processo de licitação, para não termos mais carros que são patrimônios da prefeitura”, explicou. “A locação torna muito mais barato. Chega a 50% a economia entre ter veículos patrimoniados ou alugados. Hoje, não teria condições financeiras para fazer esse investimento, média de R$ 3,5 milhões o valor total”, ressaltou.

Estado

O prefeito criticou a atuação do governo estadual, responsável sela segurança pública. “É inaceitável que a CGM tenha um efetivo maior do que a Polícia Militar, mas hoje é isso que ocorre em São Bernardo”, declarou. “Fica claro que o município faz mais pela segurança pública do que o Estado, que precisa fazer mais. Se não é competente para cuidar disso, deve transferir a responsabilidade e os recursos para as cidades”, pontuou.

Segundo o secretário de Segurança Urbana, são Bernardo conta hoje com cerca de 700 PMs. “Estamos complementando o trabalho da PM. Hoje existe uma integração muito grande entre as polícias, mas estamos sempre em contato com o governo para que a cidade tenha mais policiais”, declarou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*