Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Prefeitura de São Bernardo aprimora atendimento de telemedicina em combate ao coronavírus

Novo mecanismo está disponível no site da prefeitura e no aplicado “SBC na Palma da Mão”. Foto: Divulgação/PMSBC
Novo mecanismo está disponível no site da prefeitura e no aplicado “SBC na Palma da Mão”. Foto: Divulgação/PMSBC

Em parceria com Instituto Votorantim, a Prefeitura de São Bernardo vai aprimorar o atendimento de Telemedicina Inteligente em sua rede de Saúde. O município foi escolhido pela instituição para receber de forma gratuita o serviço e ofertá-lo em seus equipamentos públicos, principalmente em demandas relacionadas à pandemia do coronavírus.

Com o novo mecanismo, que ficou disponível a partir de segunda-feira (14), no site da prefeitura e no aplicativo  “SBC na Palma da Mão”, somado as atuais práticas de combate à covid-19, a cidade amplia os cuidados para frear a expansão de contágio da doença.

A rede de saúde já tem trabalhado com a tecnologia de teleatendimento em consultas por meio do aplicativo WhatsApp. Esta nova ferramenta vai otimizar este serviço e abranger uma maior quantidade de pessoas, o que irá agilizar todo o processo e complementar o que já é ofertado.

De acordo com o secretário de Saúde do município, Geraldo Reple Sobrinho, a capilaridade do programa é enorme, o que permite a expansão dos serviços de saúde e um combate cada vez mais eficaz ao coronavírus.

“Estamos implementando o que há de mais moderno em atendimento remoto. Será uma nova maneira do exercício da medicina, tanto para a triagem de pacientes suspeitos de coronavírus como as demais demandas. Com certeza, é uma prática que veio para ficar em nosso município”, explicou o secretário.

 O SERVIÇO

 O novo programa oferece o serviço como solução de triagem e utiliza robô para teleorientar pacientes com os sintomas da covid-19, por meio de etapas. O usuário acessa o site ou por meio do aplicativo e inicialmente pode tirar dúvidas. Quando identificado algum o risco do paciente, ele passa a ser monitorado uma equipe multidisciplinar durante 14 dias ou pode ainda optar por atendimento, via chat ou telefone, também com auxílio de profissionais da Saúde. Se for necessário, o paciente é direcionado para uma teleconsulta, por meio de videochamada com médico.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*