Minha Cidade, Santo André, Sua região

Prefeitura de Santo André lança Programa Recomeçar

Na Prestes Maia, Serra lançou ontem programa social. Foto: Ricardo Trida/PSA A Prefeitura de Santo André lançou ontem (28) o programa de assistência social Recomeçar. Um dos projetos que integram a iniciativa é o “Novo Começo”, que tem como função principal o atendimento a pessoas em situação de rua, que serão beneficiadas com auxílio para qualificação profissional e também com ações educativas. O lançamento ocorreu na avenida Prestes Maia, próximo ao Sesc Santo André, com a presença do prefeito Paulo Serra, da primeira-dama Ana Carolina Barreto Serra, do vice-prefeito Luiz Zacarias, do secretário de Inclusão e Assistência Social, Marcelo Delsir, e da secretária adjunta da pasta, Simone Hosaka.

“Não queremos parar no acolhimento e no atendimento. Haverá encaminhamento, reinserção no mercado de trabalho. Por isso fizemos inúmeras parcerias com empresas, que vão estar conosco nessa ideia de qualificar essas pessoas. Se for o caso, a prefeitura pode formar um curso de qualificação e capacitação. Muitos destes moradores em situação de rua já têm qualificação e falta apenas o apoio para serem reinseridos no mercado”, afirmou Serra.

Entre as empresas e instituições parceiras estão Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), Instituto Embelleze, Economia Solidária e a Oficina Culinária do Banco de Alimentos. O projeto prevê também revisão de áreas em viadutos da cidade que servem de abrigo para essa população.

Atendimento

O atendimento à população em situação de rua já começou. “Temos hoje 220 pessoas em situação de rua no município. Desses, cerca de 100 aceitaram o atendimento na Casa Amarela, com higiene e com alimentação. Temos 80 vagas de pernoite, sendo 40 fixas para aqueles que já estamos conseguindo a reinserção no mercado de trabalho”, informou o secretário Marcelo Delsir.

O programa Recomeçar conta ainda com outros dois projetos, o “Nosso Futuro” voltado para crianças e adolescentes e o “Feliz Idade” para a terceira idade, que envolve reestruturação da rede de atendimento desta população na cidade, visando resgatar estes munícipes das situações de vulnerabilidade que possam estar vivendo, trabalhando a auto-estima e seus vínculos familiares, em um conjunto de esforços para transformar a realidade de cada uma dessas pessoas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*