Minha Cidade, Santo André, Sua região

Prefeitura de Santo André acaba com radares móveis

Paulo Serra: “é o fim da indústria da multa que tanto atrapalhou a nossa cidade”. Foto: Ricardo Trida/PSAO município de Santo André não terá mais radares móveis. A decisão foi anunciada nesta terça-feira (10) pelo prefeito Paulo Serra (PSDB). A medida visa acabar com a colocação desses equipamentos em locais com pouca visibilidade e que possam, porventura, prejudicar os motoristas com as chamadas ‘pegadinhas’. Com a medida, os seis equipamentos móveis que trabalhavam em esquema de rodízio em 171 pontos deixam de existir.

Segundo a administração municipal, o objetivo do radar é, acima de tudo, ter sua função educativa, para que os motoristas respeitem os limites de velocidade. Para isso já existem os radares fixos e de avanço de sinal vermelho instalados estrategicamente em locais de intensa circulação de pedestres. Para a prefeitura, esses equipamentos estavam dispostos em pontos que não justificavam sua presença, afastados de faixas de pedestres, ou em locais onde não havia esse tipo de circulação, como em viadutos.

Extinção

O anúncio da extinção desse tipo equipamento foi feito pelo prefeito no viaduto Adib Chammas. “Hoje demos mais uma determinação dentro da gestão da nossa cidade, cumprindo um compromisso firmado com a população ainda em campanha. A partir desta terça, dia 10, não teremos mais radares móveis, acabando com as armadilhas que tantos motoristas nos pediram para acabarmos. É o fim das pegadinhas de trânsito e da indústria da multa que tanto atrapalhou a nossa cidade. Mantemos os radares de semáforo e fixos, pois sabemos da sua importância para evitar acidentes, além de controlar a velocidade dos carros”, destacou Serra.

A manutenção desses equipamentos também se mostrava onerosa aos cofres públicos, segundo a prefeitura. O custo chegava a R$ 50,83 por hora de uso. Somente no mês de setembro, a cidade gastou R$ 73 mil para colocar em funcionamento os seis radares móveis, que agora serão aposentados. Com o fim desses equipamentos, Santo André permanece apenas com equipamentos fixos de velocidade, avanço de semáforo e de faixa de pedestres, totalizando 48 radares, além de seis equipamentos de lombada eletrônica.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*