Mauá, Minha Cidade, Sua região

Prefeitura de Mauá vacina população contra febre amarela no Mauá Plaza Shopping

A Prefeitura de Mauá criou mais uma estratégia na campanha de vacinação em combate a febre amarela. Agentes de saúde estiveram nesta sexta (2) na estação de trem Mauá para vacinar pessoas maiores de 18 anos. Mais de 800 doses já foram aplicadas em dois dias de ação. A ação continua hoje (3) e a equipe estará no Mauá Plaza Shopping das 14h às 20h, próximo à Praça de Alimentação.

Mauá ainda não registrou casos de febre amarela, mas tem criado ações volantes por toda a cidade, principalmente em áreas de risco. “A força-tarefa itinerante tem sido uma prioridade, tendo em vista que houve casos registrados nos municípios que fazem divisa com Mauá”, afirmou o prefeito Atila Jacomussi.

Elizangela Francisca da Silva Gomes, 42, moradora do Jardim Itapark, estava voltando de Ribeirão Pires quando foi surpreendida pela ação da Prefeitura. “Foi uma surpresa muito boa. Eu ia ficar sem tomar a vacina por conta da correria do nosso dia a dia, a gente acaba deixando para depois”, disse.

A atividade de vacinação na região central também é importante para a conscientização dos munícipes, que respondem a um questionário antes de serem vacinados. “Pensei que tinha baixa imunidade, mas conversei com enfermeiras e elas tiraram todas as minhas dúvidas. Como entendi a situação, aproveitei a oportunidade e tomei a vacina. Não podemos ter medo”, destacou Geise Karine Lúcia de Moura, 24, moradora do Jardim Boa Vista.

Mauá vai prosseguir com a imunização nas 23 UBSs (Unidades Básicas de Saúde)  entre segunda e sexta-feira, das 8h às 17h.

Desde o início da campanha em combate a doença, em janeiro, Mauá já vacinou mais de 127 mil pessoas. A meta é imunizar 90% da população.

Informações gerais

A orientação é para que idosos, portadores do vírus HIV, transplantados, hemofílicos ou pessoas com doenças do sangue e doença falciforme consultem um médico antes de tomar a vacina. A imunização não é indicada para grávidas que estão fora das áreas de risco, mulheres que estão amamentando crianças de até 6 meses, pacientes em tratamento quimioterápico ou radioterápico ou ainda para os que fazem uso de corticoides em doses elevadas.

Para se vacinar, é necessário comparecer a um dos postos levando documento com foto, carteira de vacinação e cartão do SUS (se tiver).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*