Mauá, Política-ABC, Sua região

Prefeitura de Mauá afirma que FUABC não paga funcionários; fundação nega

Prefeitura de Mauá afirma que FUABC não paga funcionários; fundação nega
FUABC gerencia os equipamentos de saúde, incluindo o Nardini. Foto: Arquivo

O imbróglio envolvendo a área da saúde em Mauá ganhou novo capítulo nesta sexta-feira (23). A prefeitura divulgou nota afirmando que mesmo com repasses regulares por parte do município, a Fundação do ABC (FUABC) deixou de depositar mais de R$ 563,3 mil a 1.374 funcionários, referentes a última folha de pagamento para vale-refeição e plano médico. “Diante das reclamações de trabalhadores, o governo notificará o MP-SP (Ministério Público de São Paulo) e a entidade sindical da categoria contra a terceirizada, responsável pela mão de obra nos serviços de saúde do município”, informa a nota.

Segundo a prefeitura, foram transferidos para a FUABC R$ 456,1 mil pelo vale-refeição e outros R$ 107,1 mil para o plano de saúde. Afirmou, ainda, que depósitos feitos em meses anteriores pelo governo também foram transferidos com atrasos pela terceirizada junto ao seu quadro funcional. “Ao todo, o governo destinou mais de R$ 28 milhões, do dia 1º de agosto até atualização desta quarta-feira (21), à FUABC para pagamento de fornecedores, folha salarial, rescisões trabalhistas e férias”, destaca a nota.

A FUABC refuta as alegações da prefeitura. “Não procede a informação. Todos os valores repassados pela prefeitura têm sido gerenciados com a maior lisura, transparência e responsabilidade, com o objetivo principal de evitar o colapso do sistema de saúde do município e a paralisação dos serviços. É preciso esclarecer que os valores repassados mensalmente pela prefeitura nunca atingiram o valor contratual estipulado. Dessa forma, a FUABC trabalha com receitas sempre abaixo do que foi contratado pelo município, com dívidas crescentes a cada mês”, afirmou a instituição por meio de nota.

Com relação ao plano de saúde, a FUABC esclareceu que a empresa prestadora do serviço suspendeu o atendimento no dia 19 de novembro, mas retomou as atividades no dia 21, mediante acordo para a quitação das faturas em atraso nesta sexta-feira (23), o que ocorreu.

BLOQUEIO

Em relação aos vales refeição e alimentação, a Fundação do ABC informou que os valores encontram-se bloqueados pela empresa prestadora de serviços em razão de débitos do município. “A prefeitura realizou o respectivo repasse financeiro somente hoje (ontem). Dessa forma, a expectativa é de que os vales estejam disponíveis aos funcionários na próxima segunda-feira (26)”, afirmou a fundação.

Segundo a FUABC, a prefeitura também realizou ontem o repasse para pagamento da primeira parcela do 13º salário dos trabalhadores. Porém, informou que existe pendência relacionada ao benefício de 2017.
A Fundação do ABC informou, ainda, que as atividades estão sendo acompanhadas pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, responsável pela mediação entre FUABC e prefeitura para a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

A FUABC ressaltou que, até o momento, não foi informada pela prefeitura sobre a assinatura do TAC na próxima segunda-feira (26) conforme anunciado por veículos de imprensa.

um comentário

  1. Paguem minha rescisão FUABC e Prefeitura de Mauá

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*