Últimas Notícias

Prefeitura de Diadema realiza obra preventiva no Parque Real

Muro de arrimo está sendo erguido no local, e desmonte de caixas-d’água é feito no Conjunto Júpiter. Foto: Igor Andrade/PMD
Muro de arrimo está sendo erguido no local, e desmonte de caixas-d’água é feito no Conjunto Júpiter. Foto: Igor Andrade/PMD

A Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano de Diadema está construindo um muro de arrimo na rua Nilson de França Sanches, no Parque Real. A obra dará sustentação a uma encosta que chega a ter desnível de dez metros em alguns pontos.

O objetivo principal com o muro é garantir uma sustentação para evitar deslizamentos, o que poderia afetar uma caixa-d’água da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) situada na parte alta do terreno e colocar em risco os loteamentos do Parque Real. O investimento é de R$ 691 mil, sendo R$ 564 mil do governo federal e 127 mil de contrapartida da Prefeitura.

Segundo o secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Ronaldo Lacerda, a construção do muro de arrimo é prevista desde 2011, quando foi licitada e enquadrada no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal, mas não chegou a ser iniciada à época. O projeto foi recuperado nesta administração, as tratativas foram retomadas e, via Ministério do Planejamento, o recurso foi disponibilizado.

“É um muro totalmente especial: primeiro furamos a terra e depois entramos com a barra de ferro, que é grampeada no solo, para então uma camada de terra segurar. Além disso, teremos a separação de água e esgoto, e a galeria será refeita”, afirmou o secretário, que vistoriou a obra nesta segunda-feira (25), acompanhado do prefeito José de Filippi Jr.

Caixas-d’água

Outra obra preventiva realizada pela secretaria é o desmonte de caixas-d’água do Conjunto Júpiter. Elas foram desativadas há cerca de oito anos, porém foram mantidas no local, em área de risco, segundo Lacerda. Após a demolição, o local será revitalizado.

“No ano passado, abrimos licitação e conseguimos contratação da demolidora. Fizemos todo processo e a demolidora começou a desmontar as caixas metálicas e no prazo de 15 dias vamos estar com essas caixas desmontadas”, afirmou Lacerda.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*