Diadema, Política-ABC, Sua região

Prefeitura de Diadema oficializa parceria com Governo do Estado em projeto de economia solidária

Prefeitura de Diadema oficializa parceria com Governo do Estado em projeto de economia solidária

Nalini e Michels formalizaram parceria no projeto “Cidade Escola João Ramalho de Economia Solidária”. Foto: Thiago Benedetti/PMD

O prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), e o secretário de Educação do Estado, José Renato Nalini, assinaram protocolo que formaliza a parceria do município com o governo do Estado no projeto “Cidade Escola João Ramalho de Economia Solidária”, ação que promove empreendedorismo popular e cidadania entre estudantes da rede pública.

O encontro foi realizado na Escola Estadual João Ramalho, onde o Cidade Solidária é desenvolvido desde 2016. A iniciativa é da Casa da Economia Solidária de Diadema, programa ligado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho.

O Cidade envolve 2.200 alunos do 6° ano do ensino fundamental ao 3° ano do ensino médio, da Escola João Ramalho, que aprendem sobre economia popular, enquanto realizam o plantio de verduras e temperos em 18 canteiros de horta. Tudo que produzem é utilizado na merenda da própria escola.  Nalini apreciou a iniciativa e ressaltou que “ a escola democrática dá oportunidade aos alunos a ter vez e voz”.

Michels parabenizou o trabalho que vem sendo desenvolvido na escola. “Diadema é uma das cidades modelo em economia solidária com geração de emprego e renda. Aprender na escola conceitos de empreendedorismo é muito importante. Aproveitem ao máximo o tempo aqui para aprender, pois vocês são o futuro do nosso país”, disse o prefeito.

Cidade Solidária

Para trabalhar cidadania, o projeto criou uma cidade fictícia dentro da escola, que tem dinâmica própria. Nela, os estudantes elegem seus governantes (prefeito e vereadores) e atuam com cooperativas. As duas práticas oferecem vivência política e sobretudo, economia popular. As atividades são articuladas com os conteúdos ministrados pelos professores, em sala de aula, e pelos técnicos da Casa da Economia Solidária.

A aluna e prefeita da escola, Gabriela Marques, frisa: “Acho muito interessante isso acontecendo para os alunos. É importante ver o poder público empenhado na escola”, destacou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*