Diadema, Política-ABC, Sua região

Pré-candidato do PSL ao Paço de Diadema, Rich diz ‘que seu projeto está maduro e no caminho certo’

Jhonny Rich e Marcos Germano: “queremos devolver o poder ao povo”. Foto: Arquivo
Jhonny Rich e Marcos Germano: “queremos devolver o poder ao povo”. Foto: Arquivo

O pré-candidato do PSL ao Executivo de Diadema, Jhonny Rich, está otimista quanto ao cenário político na cidade em relação a seu projeto, após a definição da chapa governista encabeçada pelo presidente da Câmara, Pretinho do Água Santa (DEM), que terá como vice a ex-secretária de Habitação e ex-deputada estadual, Re­gina Gonçalves (PV).

Segundo Rich, sua pré-candidatura está bem consolidada e no caminho certo. “Acredito que nossa candidatura está bem madura. Estamos com bons professores ao nosso lado, inclusive da educação básica, que são pessoas que formam outros seres”, afirmou, ao destacar que o partido já está com a chapa de pré-candidatos a vereador. completa

Em relação à vaga de vice, Rich afirmou que será anunciado o nome antes das convenções do partido, em 6 de setembro. “Estamos decidindo quem será nosso vice, ou a nossa vice. Temos dois nomes no páreo, mais ainda não posso falar quem são. Ainda estamos decidindo quem tem a melhor proposta para agregar ao nosso projeto”, disse.

Rich afirmou, em entre­vista exclusiva ao Diário Regional, que considerou equi­vocada a decisão do deputado estadual e ex-vice-prefeito de Dia­dema, Márcio da Farmácia (Podemos), em apoiar a chapa do governo. “Creio que foi uma decisão completamente equivo­cada do Márcio em apoiar a continuação deste governo, mesmo que o go­verno tenha apostado no nome dele para deputado. Não deveria estar apoiando este governo se acredita em evolução (da cidade)”, pontuou.

O pré-candidato destacou que a continuidade do go­verno atual não é um clamor da população, mas sim, decisão individual do prefeito Lauro Michels (PV), o que tem levado, segundo Rich, a que integrantes da classe política estejam receosos em apoiar a chapa Pretinho-Regina.

“Vejo essa dupla bem enfraquecida, haja vista a quantidade de candidaturas independentes. Antigamente tínhamos blocos políticos preestabelecidos. Vários partidos em prol de uma candidatura em que se acreditava. Hoje, por conta da escolha desses personagens, o cenário político se pulve­rizou. Então, temos candidaturas independentes das mais variadas. Só de dissidência do go­verno temos Gesiel Duarte (Republicanos), Denise Ventrici (PRTB), o próprio governo, o Arquiteto David (PSC), Marcos Michels (PSB), que é o primo do prefeito…”

GOVERNO LIBERAL

Classificando como desastroso, Rich afirmou que o atual governo é um barco naufragando e que sua principal preo­­cupação é com o PT, “por sua força na cidade.” “Diadema teve o primeiro prefeito do PT na história do Brasil e isso tem de ser respeitado. Além disso, tem (o ex-prefeito José de) Filippi, que deixou dívidas, mas também deixou heranças positivas para a nossa cidade. Então, estou muito mais preocupado com o PT do que com o governo”, ressaltou.

Rich afirmou que diferen­temente do PT, “que quer o poder a qualquer custo, o PSL tem como objetivo devolvê-lo ao povo. “Acredito muito em um plano de governo liberal. A nossa campanha tem ganha­do adesões novas, dos mais diversos segmentos, como esportivo, religioso, educacional. O povo está entendendo que existe um perfil diferente, um perfil liberal dentro da cidade, e acho que a população está entendendo esse novo ciclo político e querendo apostar em novas pessoas. Pessoas que, de fato, queiram a transformação e não a continuação de desastres”, ressaltou.

Para Rich, a população quer encerrar com o vínculo do continuísmo de governo. “Com a quantidade de pré-candidatos que se colocaram na cidade, a população terá muitas opções para escolher.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*