Diadema, Política-ABC, Sua região

Pré-candidato do PSC, Arquiteto David afirma que a prefeitura precisa ter um CNPJ só

Pré-candidato do PSC, Arquiteto David afirma  que a prefeitura precisa ter um CNPJ só
Moreira: “cada gestor que passou por Diadema teve sua contribuição”. Foto: Angelica Richter

O ex-diretor de Pai­sagem Urbana de Diadema e pré-candidato ao Exe­cutivo pelo PSC, David Gonçalves Moreira, o Arquiteto David, em entrevista ao Diário Regional, destacou que faltam união entre as secretarias e pessoas capacitadas para buscar recursos federais. Confira a entrevista.

Por que a decisão de se filiar ao PSC e já concorrer ao Exe­cutivo?

Escolhi o PSC por ter como tradição a família, um partido cristão. Vinha estudando a legenda há algum tempo e também conhecia o Teodozio (Gregório da Silva, o Pastor Teodózio, presidente do diretório do PSC em Diadema) por ter trabalhado no governo Lauro Michels (PV) como secretário da Segurança Alimentar. Vi que temos o mesmo objetivo, que é renovar Diadema sem muitos acordos. Muitas vezes, devido aos acordos, se tornam secretários pessoas sem muita competência para o setor, ou até mesmo diretores e chefes de serviço que não estão preparados para atuar em uma cidade com mais de 470 mil habitantes.

Deixei o governo este mês, já vinha planejando sair candidato a prefeito, devido a muitos pedidos que recebi devido ao trabalho que desenvolvi enquanto diretor, revitalizando os parques da cidade e proporcionando qualidade de vida com essas intervenções. Sou arquiteto e urbanista, me especializei em espaços públicos e conseguimos trazer toda essa transformação para Diadema e, por isso, que hoje estou no PSC acreditando em uma cidade melhor, mais justa, democrática e atrativa.

Como o sr. vê hoje a situa­ção de Diadema, inclusive com base em sua passagem pelo governo?

Estamos ainda em um cenário de crise n o país e não é fácil fazer gestão. Cada gestor que passou por Diadema teve sua contribuição. Na minha percepção faltou a criação de departamentos e secretariados técnicos que venham fazer com que a cidade prospere.
Trabalhei na Secretaria de Meio Ambiente que conta menos recursos, com isso, menor capacidade de implementar ações para a cidade. Dentro do departamento recebia muitas demandas, além das que estavam represadas, mesmo com recurso menor busquei trazer ideias inovadoras. Por exemplo, em lugares degradados por conta do despejo irregular de lixo, levamos plantas, flores, o que transformou muitos desses locais. Quando entrei em 2013, os equipamentos eram sucateados. Em minha gestão trouxemos diversos equipamentos, inclusive caminhões, por meio de compensações.

Como analisa o cenário político no município?

Quanto ao cenário político, alguns pré-candidatos ao Executivo têm certa experiência, mas a população de Diadema já experimentou e acredito que agora quer algo mais palpável. Um gestor que pensa na cidade em um contexto geral. Temos diversas dificuldades, principalmente na questão da saúde e da segurança pública, setores que geram as maiores reclamações dos munícipes.

Acredita que polarização PT e candidato do governo pode beneficiar os demais partidos nas eleições?

O Lauro vem de desgaste. Ser reeleito para um segundo mandato não é fácil; acaba deixando alguma coisa a desejar. Na primeira gestão ele contemplou muitas coisas, mas na segunda vi uma dificuldade de governar por conta do loteamento da administração.
Quanto à oposição, em especial o PT, a prefeitura já experimentou, já sabe como governaram nossa cidade. O partido realizou ações importantes em Diadema, como já disse. Porém, creio que seremos beneficiados sim.

O que o sr. traz para sua pré-candidatura, tanto de positivo quanto de negativo, da passagem pelo governo?

Como já afirmei anteriormente, devido à falta de recursos na secretaria trabalhos muito com a criatividade. Falo sempre que a prefeitura precisa de um corpo técnico que consiga buscar recursos em Brasília por meio da apresentação de projetos. Existe isso, mas há uma grande deficiência devido a administração municipal não ter pessoas preparadas. Por exemplo, a Secretaria de Meio Ambiente só sobrevive por meio das compensações ambientais. Nossa ideia é focar nos projetos para conquistar recursos, principalmente para a saúde e segurança pública.

A importância de passar pelo poder público é que você acaba aprendendo, porque vê disputa entre as secretarias. Parece que cada uma tem um prefeito. Então, precisamos unificar e fazer com que os projetos venham favorecer, realmente, a população. A prefeitura precisa ter um CNPJ só para que a população seja atendida da melhor forma.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*