Esportes, Futebol

Por reforço, Peixe define quatro atletas como ‘moedas de troca’

Rodrigão foi alvo do Grêmio e do Vitória no início do ano. Foto: Ascom / Santos FCO Santos ainda pensa em reforçar o seu elenco para o restante da temporada. Mesmo assumindo publicamente que não existe dinheiro disponível pa­ra isso, a diretoria não descarta a possibilidade de fazer algumas trocas no mercado.

Por conta disso, a cúpula alvinegra definiu alguns jogadores que podem ser utilizados como “moedas de troca”. São eles: Rodrigão, Emiliano Vecchio, Fabián Noguera e Thiago Ribeiro.

A estratégia do clube é de conseguir ao menos um reforço de expressão. Recentemente, os dirigentes planejaram uma proposta ao Internacional por Valdívia, mas o Atlético-MG foi mais rápido e fechou com o atleta antes que a oferta fosse enviada. A ideia era ceder Rodrigão, Vecchio e Noguera pelo meia do clube gaúcho.

Agora, os dirigentes procuram um nome de expressão no mercado para sugerir a mesma proposta. O clube acredita que seus atletas podem preencher a necessidade de diversos clubes, inclusive, da Série A do Campeonato Brasileiro.

Rodrigão, por exemplo, foi alvo do Grêmio e do Vitória no início do ano, enquanto Vecchio recebeu propostas de Estudiantes e Rosário Central, da Argentina.

Avaliação

A ideia de utilizar o quarteto para trazer um reforço mais caro do mercado surgiu após uma avaliação sobre o aproveitamento dos jogadores. Os dirigentes santistas chegaram à conclusão que o técnico Dorival Júnior não deve utilizar os atletas na temporada.

Enquanto não fecha com nomes expressivos, a diretoria santista contratou o desconhecido Diego Pituca, meia que pertence ao Botafogo-SP e que ficará por empréstimo na Vila Belmiro até o final da temporada.

Inicialmente, o jogador passará por avaliação no time B que disputará a Copa Paulista, torneio que começa no dia 30 de junho.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*