Esportes, Futebol

Polícia não acredita que ataque de santistas a torcedor corintiano foi premeditado

A Polícia de Itaquaquecetuba, onde ocorreu briga no domingo (5) que resultou na morte do corintiano Danilo da Silva Santos, 30, não acredita que o crime tenha sido premeditado. Para o delegado encarregado do caso, o encontro entre torcedores de Santos e Corinthians foi casual.

Seis torcedores serão indiciados por homicídio. Cinco adultos estão presos e um adolescente foi encaminhado à Vara da Infância e Juventude. Outros cinco estão detidos antes de prestar depoimentos. Dez foram ouvidos, liberados e serão investigados por rixa.
“Não há indício de que foi predeterminado. Pelo que tudo indica, foi eventual”, disse o delegado Wadton Andrade.

Danilo foi morto após sofrer espancamento quando o carro em que estava cruzou o caminho de ônibus em que viajavam cerca de cem torcedores do Santos na estrada de Santa Isabel.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*