Copa do Brasil, Esportes

Planejamentos diferentes opõem São Paulo e Atlético-PR na Copa do Brasil

Planejamentos diferentes opõem S.Paulo e Atlético-PR
Cueva retorna à equipe após três jogos de ausência. Foto: Érico Leonan/SPFC

Planejamentos diferentes e um tabu de 19 anos serão colocados à prova hoje (4), às 21h45, quando Atlético-PR e São Paulo se enfrentam pela quarta fase da Copa do Brasil.

O Tricolor, que jamais venceu na Arena da Baixada, usa desde o início do ano seus principais atletas, mesmo reconhecendo que os 14 dias de pré-temporada tenham sido in­suficientes para preparação.

Em 69 dias, o São Paulo disputou 20 jogos, sendo quatro pela Copa do Brasil e 16 pelo Paulista, torneio no qual parou na semifinal. A média é de um jogo a cada 3,45 dias.

O Furacão, por sua vez, priorizou a pré-temporada. Inscreveu no Paranaense seu time de aspirantes (formado por atletas da base, reservas e outros com contrato curto) e preservou os titulares, que farão apenas o quinto jogo na temporada – os demais quatro valeram pela Copa do Brasil.

O clube também inovou ao ter dois treinadores. O time de aspirantes é comandado por Tiago Nunes, enquanto o principal tem Fernando Diniz, ex-técnico do Audax.

Se tivesse adotado o planejamento do São Paulo, a equipe principal disputaria hoje sua 20ª partida. Os reservas já jogaram 15 vezes e estão na final do Estadual, contra o Coritiba.

Até agora, Diniz utilizou os titulares no empate diante do Caxias, na vitória sobre o Tubarão (quando marcou dois gols nos acréscimos do segundo tempo, após estar perdendo a partida) e na classificação nos pênaltis contra o Ceará após dois empates.

Com os retornos de Rodrigo Caio e Cueva, que ficaram fora dos três últimos jogos do São Paulo, Diego Aguirre deverá mudar o esquema tático do time. No treino de segunda-feira, o técnico montou o time no 3-4-3.

Assim, Rodrigo Caio – que estava com a seleção brasileira – entrou na vaga do volante Petros e formou a linha defensiva com Arboleda e Bruno Alves, titulares contra o São Caetano e Corinthians.

Aguirre ainda escalou Militão e Reinaldo nas laterais, com Jucilei e Liziero como volantes.

O setor ofensivo teve Cueva – que retornou após defender a seleção peruana – pela direita; Nenê centralizado e Tréllez pela esquerda, assim como foi nos confrontos da semifinal do Paulista.

 

ATLÉTICO-PR X SÃO PAULO

Ár­bi­tro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE). Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba, às 21h45. TV: Globo/Sportv.

ATLÉTICO-PR

Santos; Thiago Heleno, Pavez e Paulo André (Wanderson); Jonathan, Matheus Rossetto, Raphael Veiga e Thiago Carleto; Nikão, Bergson e Guilherme. Técnico: Fernando Diniz.

SÃO PAULO

Sidão; Arboleda, Bruno Alves e Rodrigo Caio; Eder Militão, Jucilei, Liziero, Cueva e Reinaldo; Nenê e Tréllez. Técnico: Diego Aguirre.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*