Economia, Notícias

PIB cresce 9,8%, e Mauá ganha sete posições em ranking nacional

Com crescimento real de 9,8%, Mauá ganha sete posições no ranking nacional
Polo petroquímico impulsionou economia de Mauá. Foto: Arquivo

Mauá foi a surpresa positiva da divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) regional, ontem (14). O município e Rio Grande da Serra foram os únicos a registrar crescimento real (acima da inflação) na passagem de 2015 para 2016.

O PIB da cidade aumentou 9,8%, para R$ 13,96 bilhões, e se tornou o terceiro maior da região, atrás apenas de São Bernardo (R$ 42,13 bilhões) e Santo André (R$ 25,84 bilhões).

Com isso, o município – que já havia subido da 74ª para a 69ª posição no ranking nacional em 2015, saltou para a 62ª colocação no ano seguinte.
Em Rio Grande da Serra, a economia registrou alta de 1,63%, para R$ 578 milhões.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o crescimento da economia mauaense em 2016 está associado ao impulso da­do à indústria pe­tro­quími­ca pela queda nos pre­ços internacionais do petróleo.

Naquele ano, o PIB fabril da cidade cresceu 26,5% em termos reais, para R$ 4,37 bilhões, e se tornou o segundo maior do ABC, só atrás de São Bernardo (R$ 8,22 bilhões).

São Bernardo, aliás, manteve-se co­mo a principal força econômica regional em 2016, mas o PIB do município registrou queda real de 5,6%. Ainda assim, a cidade continua no 16º lugar no ranking nacional.

Pior que o desempenho de São Bernardo foi o de Diadema, que tem na produção de autopeças sua principal vocação econômica. O PIB da cidade caiu 9% em termos reais, para R$ 13,23 bilhões.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*