Brasil, Editorias, Notícias

PF prende chefe da Polícia do Senado e mais três agentes

Houve busca e apreensão nas dependências da Polícia Legislativa, no subsolo do prédio do Senado. Foto: José Cruz/ Agência Brasil

A Polícia Federal prendeu ontem (21) o diretor da Polícia do Senado, Pedro Ricardo Araújo Carvalho, e mais três policiais legislativos sob suspeita de tentarem interferir nas investigações da Operação Lava Jato. Segundo a PF, o grupo realizou varreduras para detecção de eventual interceptação de conversas telefônicas e ambientais em endereços de Brasília, Curitiba e São Luís (MA), em desacordo com normas em vigor no Senado.

No pedido de prisão encaminhado à Justiça, tornado público por decisão do juiz federal da 10ª Vara Federal de Brasília que ordenou as prisões, Vallisney de Souza Oliveira, a PF apontou que a atividade do grupo procurava embaraçar investigações.

A Operação Métis, que teve origem em uma “notícia-crime” de dez páginas encaminhada à PF pelo também policial legislativo Paulo Igor Bosco Silva, 29, apreendeu pelo menos dez equipamentos nas salas da Polícia do Senado e prendeu provisoriamente, por um prazo de cinco dias, quatro policiais legislativos, incluindo Carvalho. Os outros foram Geraldo Cesar de Deus Oliveira, Everton Taborda e Antonio Tavares.

Carvalho é homem de confiança do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Pedrão, como é chamado na Casa, agia como uma espécie de “resolvedor de problemas” dos senadores. Em depoimento à PF, Geraldo Oliveira, solto ainda ontem, afirmou ter resistido às ordens de varredura ordenadas por seu superior, por temer ser confundido com “um espião”.

Oliveira afirmou que procurou resistir às ordens de varreduras em endereços de parlamentares e teria informado o fato à Procuradoria-Geral da República, por telefone. Aparelhos de detecção de grampos em poder da Polícia Legislativa teriam sido usados em seis imóveis relacionados a dois senadores e dois ex-senadores: Fernando Collor (PTC-AL), Gleisi Hoffmann (PT-PR), José Sarney (PMDB-MA) e Edison Lobão Filho (PMDB-MA).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*