Economia, Notícias

Petrobras anuncia redução de 10% no preço do diesel

Petrobras anuncia redução de 10% no preço do diesel
Parente avalia que haverá queda de R$ 0,25 no preço do diesel nos postos

Acuado pela paralisação dos caminhoneiros e preocupado com o risco de crise de desabastecimento, o presidente Michel Temer pressionou o comando da Petrobras e a estatal reduziu em 10% o preço do diesel, congelando-o por 15 dias, para que o governo possa encontrar saídas com os manifestantes.

Os atos dos caminhoneiros começaram na segunda-feira (21) e não foram suspensos mesmo depois de reuniões ontem com ministros no Palácio do Planalto. Ocorreram manifestações em 24 estados, e o abastecimento em diversos setores foi comprometido.

Sem entregar nada de concreto, Temer pediu uma trégua de três dias, mas não foi atendido. Logo em seguida, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que o presidente pediu à Petrobras que encontrasse uma saída, sem que isso representasse intervenção do governo na política de preços da petroleira.

Segundo a estatal, o preço médio do diesel da Petrobras nas refinarias e terminais sem tributos será de R$ 2,1016 por litro a partir de hoje. Esse preço será mantido pelo período de 15 dias e, após esse prazo, a companhia retomará gradualmente sua política de preços.

A redução anunciada representa menos R$ 0,2335 no litro do diesel nas refi­narias. A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) pede uma queda entre R$ 0,40 e R$ 0,60.

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, avalia que, com essa redução, haverá queda média de R$ 0,25 nos postos de combustível. A medida vale apenas para o diesel.

O valor é muito maior do que os R$ 0,05 por litro que viriam com a decisão do governo de zerar a Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide) sobre o diesel, anunciada na terça-feira, após acordo com o Congresso.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*