Economia, Notícias

Petrobras anuncia novo aumento nos preços dos combustíveis

Petrobras anuncia nova alta nos preços dos combustíveis
Gasolina foi vendida em média por R$ 4,900 o litro na região. Foto: Arquivo

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira novo aumento nos preços dos combustíveis vendidos nas refinarias. A partir desta terça (2), a gasolina será reajustada em 4,8%, o diesel em 5% e o gás de cozinha em 5,2%.

Trata-se do segundo aumento no preço dos combustíveis em duas semanas, o quinto neste ano e o primeiro após o anúncio da saída do presidente da petrolífera, Roberto Castello Branco.

No último aumento, anunciado em 19 de fevereiro, o die­sel subiu 15% e a gasolina 10%. Com o novo reajuste, a gasolina acumula alta 41,6% este ano e o diesel, de 33,9%. O gás de cozinha, por sua vez, já está 17,1% mais caro em 2021.

A alta anunciada em 19 de fevereiro gerou críticas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e levou à indicação pe­lo governo de um novo pre­si­dente (o general Joaquim Silva e Luna) para a Petrobras logo no dia seguinte.

Em resposta à pressão feita por caminhoneiros, que recla­mam da alta do diesel, Bolsonaro havia anunciado que seu governo suspenderia a cobrança de PIS/Cofins sobre diesel por dois meses, a partir desta segunda-feira – o que não ocorreu até o fechamento desta edição. O gás de cozinha também será beneficiado pela desoneração.

O go­verno estudava aumentar a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) dos bancos para compensar a deso­neração do diesel e do gás de cozinha, apurou o Estadão. O custo total da desoneração é de R$ 3,6 bilhões.

Outras duas medidas já estavam na mesa e foram antecipadas pelo Estadão: a limitação da isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a compra de carros acima de R$ 70 mil por pessoas com deficiência física e a retirada do Regime Especial Tributário da Indústria Química (Reiq).

ABC

Na semana passada, a ga­so­lina era vendida, em média, a R$ 4,900 o litro nos postos do ABC, com alta de 4,57% ante o apurado na semana an­te­­rior, segundo pesquisa da Agên­­cia Nacional do Petró­leo, Gás Na­­tural e Biocombustí­veis (ANP), com dados compila­dos pelo Diário Regional.

Na mesma comparação, o etanol subiu 7,49% na região, para R$ 3,475 o litro, em média; e o gás de cozinha baixou 1,0%, para R$ 83,61 o botijão de 13 kg.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*