Economia, Notícias

Petrobras anuncia alta de 5% no preço da gasolina e de 7% no diesel nas refinarias

Petrobras anuncia alta de 5% no preço da gasolina e de 7% no diesel nas refinarias
Gasolina era vendida, em média, por   R$ 3,686 o litro no ABC na semana passada. Foto: Arquivo

A Petrobras confirmou que, a partir desta quarta-feira (27), vai subir o preço da gasolina em 5% e do diesel em 7% nas refinarias. O anúncio ocorre em meio a um cenário de alta no preço do petróleo e de expectativa de avanços na descoberta de vacina para o novo coronavírus. Trata-se da quarta alta consecutiva no preço da gasolina em três semanas.

O movimento ascendente reflete os pre­ços internacionais do pe­tróleo, que iniciaram tra­jetó­ria de recuperação motivada pe­­­­­­­la reto­mada da ati­vi­dade eco­­­­nô­mi­ca em alguns países.

Maio marcou a reversão no comportamento dos preços dos combustíveis praticados pela Petrobras. Depois da queda nos últimos meses, o preço da gasolina nas refinarias acumula  alta de 44,9% neste mês, enquanto o diesel subiu 15,5%. A variação mais recente, porém, ainda não chegou ao consumidor final.

No acumulado do ano, a gasolina acumula redução de 30,9% e o diesel, de 35,4%.

O preço final ao consumidor depende do mercado, já que cada posto tem sua própria política de preços, sobre os quais incidem impostos, custos operacionais e de mão de obra.

Segundo levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com dados compilados pelo Diário Regional, a gasolina era vendida, em média, por R$ 3,686 o litro no ABC entre os dias 17 e 23 de maio, queda de 1,1% ante o apurado na semana anterior (R$ 3,726). Na mesma comparação, o etanol ficou  1,76% mais barato e passou a custar R$ 2,372 o litro.

Pela oitava semana con­se­cutiva, o etanol é mais van­tajoso para os proprie­tários de automóveis flex no ABC. Atualmente, o re­novável custa o equivalente a 64,4% do preço da gasolina. O derivado da cana de açúcar é competitivo quando essa relação é inferior a 70%. Acima de 70,5%, a ga­so­lina deve ser a escolhida. Entre 70,0% e 70,4% o uso é indiferente.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*