Comportamento, Serviços

Pesquisa mostra que São Paulo registra queda de novos assinantes de internet e aumento nas queixas contra operadoras

Este período da pandemia está sendo crucial para o funcionamento das telecomunicações. Cada vez é mais frequente ter quedas de conexão. O motivo? Segundo a própria Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) comunicou no último mês, houve um aumento do tráfego de dados na internet, concretamente de 49%. Isso significa que as estruturas das telecomunicações no país deveriam estar preparadas para suportar essa quantidade de usuários, mas, como bem sabemos, quem distribui o serviço são as operadoras.

Em fevereiro deste ano, A Anatel havia informado uma série de medidas para frear o impacto do vírus, implementando o acesso gratuito ao app SUS-Coronavírus e fazendo com que as operadoras enviassem MMS com infos úteis sobre a doença. No entanto, nos últimos meses foi visto que as mesmas medidas não solucionavam as interferências e quedas de conexão da internet.

O portal Podecomparar extraiu os dados da Anatel para São Paulo, analisando o ranking de acessos (por operadora), crescimento de acessos e número de reclamações contra operadoras.

No ranking de acessos, a operadora Vivo obteve o maior número de clientes de telefonia móvel em São Paulo capital (10.252.000 clientes), comparados com os da TIM (5.869.962), em segundo lugar. Fechando o pódio, a Claro (4.418.355) obteve o terceiro maior número de novos clientes de celular durante a pandemia. Já na internet banda larga, a Claro obteve mais clientes que Vivo e TIM. (Ver Gráfico )

SP mostra queda de novos assinantes de internet e aumento nas queixas contra operadoras
Fonte:Anatel/Podecomparar

A capital paulista apresentou queda mensal de 0,4% relativa ao número de acessos entre maio e abril deste ano, somando todas as operadoras. Traduzido, é quase meio por cento menos de clientes de telecomunicações por mês. Uma queda que, complementada com as reclamações, explica ainda mais a insatisfação dos usuários de internet, TV e celular. Um dos motivos é que a velocidade contratada não corresponde com a velocidade de internet.

Como pode ser observado no gráfico, São Paulo apresentou crescimento mensal no número de queixas dos usuários, gradativa desde fevereiro deste ano. (Ver gráfico)

SP mostra queda de novos assinantes de internet e aumento nas queixas contra operadoras
Fonte:Anatel/Podecomparar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*