Economia, Notícias

Pescados devem ficar até 2,5% mais caros na Semana Santa, projeta Apas

Pescados devem ficar até 2,5% mais caros na Semana Santa, projeta Apas
Variação no preço dos peixes está dentro da média histórica. Foto: Arquivo/ABr

O preço do peixe na Semana Santa – que este ano ocorre de 5 a 11 de abril – deve ter aumento entre 0,5% e 2,5%, segundo pesquisa da Associação Paulista de Supermercados (Apas) obtida com exclusividade pelo Grupo Estado. A variação está dentro da média histórica do período.

Peixe que menos aumentou durante o ano passado, o cação deve ter reajuste entre 1,5% e 1,9% no período. A merluza deve registrar alta de 0,5%, enquanto o camarão pode subir entre 0,9% e 1,9%.

O economista Thiago Berka destacou que a compra antecipada é um meio de garantir o me­lhor preço. “Durante a Semana Santa, algumas promoções podem até ser realizadas. Porém, por se tratar de produto sazonal e importado, o supermercado já sabe até onde podem ir os descontos, já que precisa garantir que não haverá perdas.”

CARNES

No mês passado, as carnes bovinas tiveram queda, em média, de 5,32% nos preços, mas alguns cortes registram deflação maior, como pati­nho (-10,8%), filé mignon (-8,9%), coxão duro (-8,7%), contrafilé (-7,8%), fral­dinha (-6,9%) e coxão mole (-6,5%).

Segundo a associação, o motivo da queda para o consumidor, está no preço da arroba, que caiu de R$ 231 para R$ 193.

Segundo o Índice de Preços dos Supermercados, cal­culado pela Apas e pela Fundação Instituto de Pesquisas Eco­­nô­micas (Fipe), janeiro re­­gis­trou inflação de 0,73% – menor que a apurada no mesmo mês do ano passado (0,98%). No ano passado, o setor fechou com inflação em 5,73% – em dezembro, o índice foi de 2,41%.

Usadas como substituta­s da carne bovina por muitos brasileiros, a carne suína re­gistrou aumento de 2,34% em janeiro, desacelerando em relação aos 5,4% e 15% em novembro e dezembro, respectivamente. No caso das aves, o preço subiu 1,98% em janeiro ante 6% e 8,53% dos dois úl­timos meses de 2019.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*