Esportes, Libertadores

Perto da semifinal após 17 anos, Palmeiras recebe Colo-Colo

O Palmeiras está muito próximo de chegar à semifinal da Libertadores, o que não acontece há 17 anos. Para isso, basta manter hoje (3), às 21h45, em casa, a vantagem conquistada no jo­go de ida, quando venceu o Colo-Colo-CHI por 2 a 0.

Caso garanta a classificação, o alviverde terá a oportunidade de uma revanche, independentemente de qual for o adversário do outro lado, que sairá do confronto entre Cruzeiro e Boca Juniors.

Apesar da vitória sobre o rival pelo Brasileiro no último domingo (28), a equipe paulista foi eliminada pela mineira da Copa do Brasil na última quarta-feira, no Mineirão, em jogo com briga generalizada e polêmicas re­lacionadas à arbitragem.

Caso o time argentino confirme a superioridade do primeiro jogo das quartas de final, quando venceu os cruzeirenses por 2 a 0 na Bombonera, os palmeirenses terão o mesmo oponente de sua última semifinal na competição sul-americana, em 2001.

Naquela ocasião, o Palmeiras foi eliminado nos pênaltis após dois empates por 2 a 2, na Argentina e no Brasil. Era o primeiro ano sem a Parmalat, patrocinadora que ajudou a levar o clube de volta à disputa por títulos na década de 1990 e à conquista da Libertadores em 1999.

Sem o aporte financeiro da multinacional italiana, o elenco palmeirense não tinha a mesma força de ou­trora, mas alguns nomes de peso permaneciam na equipe, como o goleiro Marcos, o lateral direito Arce e o meia Alex. No comando da equipe estava o gaúcho Celso Roth.

VANTAGEM

Contra o Colo-Colo, o alviverde pode perder por um gol de diferença que ainda estará classificado. Se a derrota for por dois gols, a partida será decidida nos pênaltis.

O time chileno vem para o Brasil com os ex-palmeirenses Lucas Barrios e Valdivia, mas sem o atacante Esteban Paredes, lesionado. O jogador de 38 anos é o artilheiro da equipe na temporada com 21 gols em 31 partidas, três deles pela Libertadores.

Scolari deve levar a campo seu time considerado titular, com peças diferentes das que têm atuado no Brasileiro.

O goleiro Weverton, os zagueiros Edu Dracena e Antonio Carlos, o meia Moisés e o atacante Borja devem retornar contra o Colo-Colo.

Deyverson está liberado para jogar após cumprir suspensão no jogo de ida. Ele havia sido expulso no confronto contra o Cerro Porteño.

O volante Felipe Melo, que também levou cartão ver­melho ante os paraguaios, é desfalque certo. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) o puniu com dois jogos de suspensão por entrada violenta.

 

PALMEIRAS X COLO-COLO

Ár­bi­tro: Wilmar Roldán (Colômbia). Estádio: Allianz Parque, em São Paulo, às 21h45. TV: Sportv, Globo, Fox Sports

PALMEIRAS
Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena, Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique, Moisés; Willian, Borja, Dudu. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

COLO COLO
Orión; Zaldivia, Barroso, Insaurralde; Opazo, Carmona, Baeza, Valdivia, Suazo (Fierro); Morales, Barrios. Técnico: Héctor Tapia.

 

Valdivia diz que Colo-Colo vai buscar o impossível no Allianz Parque

Velho conhecido da torcida palmeirense, o meia Valdivia sabe que vai ser difícil, mas acredita que o Colo-Colo pode fazer um grande jogo e rever­ter o resultado hoje (3).

“Você tem de mudar a página, viajar e procurar o impossível no Brasil. Os jogos têm que ser jogados”, afirmou o dono da camisa 10.

O time chileno vem de cinco derrotas consecutivas no campeonato local, mas isso não desanima a equipe. O técnico da equipe chilena, Héctor Tapia, demonstrou confiança na vitória e disse que o resultado do primeiro confronto não foi justo.

“A partida de ida não foi justa, pois desperdiçamos muitas chances e isso nos causou grande prejuízo. A eliminatória não está encerrada. Estamos confiantes para dar a volta por cima e sair com a vaga. Eu acredito no meu trabalho e na minha equipe”, afirmou o técnico.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*