Brasil, Editorias, Notícias

Pela 1ª vez, Janot denuncia Renan na Lava Jato

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ontem (12) o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE) em uma investigação da Operação Lava Jato. Ambos são acusados pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Janot pediu ainda ao Supremo Tribunal Federal (STF) a perda de mandato dos parlamentares.

Essa é a primeira denúncia contra Renan na Lava Jato. O peemedebista é investigado em outros sete inquéritos na operação, além de um na Operação Zelotes, um sobre a usina de Belo Monte e outro sobre movimentações suspeitas no valor de R$ 5,7 milhões em suas contas bancárias.

No começo do mês, Renan virou réu por peculato, em ação que envolve pagamento de pensão a uma filha com a jornalista Mônica Veloso. Aníbal Gomes já é réu na Lava Jato. Além dos parlamentares, Janot denunciou Paulo Twiaschor, diretor da empreiteira Serveng.

Outro lado

A assessoria de imprensa da Presidência do Senado informou, em nota, que Calheiros jamais autorizou ou consentiu que Aníbal Gomes ou qualquer outra pessoa falasse em seu nome em qualquer circunstância. “O senador reitera que suas contas eleitorais já foram aprovadas e está tranquilo para esclarecer esse e outros pontos da investigação.”

Também em nota, a empreiteira informou que não teve acesso ao conteúdo da denúncia da Procuradoria e que recebeu “com surpresa e indignação as notícias dando conta que um de seus funcionários foi também denunciado”. Gomes não se manifestou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*