Política-ABC, Santo André, Sua região

Paulo Serra propõe criação de Atividade Delegada para reforçar policiamento

Santo André propõe criação de Atividade Delegada para reforçar policiamento
Serra esteve na Câmara Municipal para a apresentação e entrega do projeto de lei, que será apreciado pelos vereadores.Foto: Alex Cavanha/PSA

A Prefeitura de Santo André enviou à Câmara Municipal projeto de lei para a criação da Atividade Delegada, que visa aumentar o policiamento na cidade. A proposta prevê que o município invista cerca de R$ 200 mil por mês para que policiais militares reforcem a segurança da população fora do expediente de trabalho.

Os policiais militares poderão atuar, inclusive, nas operações especiais realizadas pela Guarda Civil Municipal (GCM), como a Sono Tranquilo, que combate o som alto em estabelecimentos comerciais e vias públicas, a Ponto Seguro, que realiza ações de combate aos pequenos delitos nos pontos de ônibus nas primeiras horas da manhã, a Força Total, entre outras.

 O prefeito Paulo Serra (PSDB) esteve na Câmara Municipal nesta terça-feira (11) para a apresentação e entrega do projeto de lei, que será apreciado pelos vereadores. “O município vê com bons olhos iniciativas como essa, que agregam mais policiais em atuação na cidade. Esperamos que em março, após votação dos vereadores, possamos colocar a medida em prática e melhorar ainda mais a sensação de segurança dos moradores”, destacou.

 A Atividade Delegada, após oficializada, funcionará mediante inscrições dos policiais militares que queiram participar do programa de maneira voluntária. Atualmente Santo André conta com efetivo de 1.400 policiais militares e 570 guardas civis municipais.

 Após o projeto de lei ser aprovado pela Câmara e sancionado por Serra, a prefeitura irá regulamentar a nova legislação e posteriormente firmar convênio com o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Segurança Pública.     

 Para acompanhamento da execução do convênio será constituída uma Comissão de Controle, composta por quatro integrantes, sendo dois membros da Prefeitura e dois membros da Polícia Militar. O grupo ficará responsável por avaliar a quantidade necessária de efetivo para o desempenho de Atividade Delegada e atestar o número de horas despendidas pelo Policial Militar na atuação por meio do programa.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*