Política-ABC, Santo André, Sua região

Paulo Serra lança projeto de gestão energética e prevê economia de R$ 1,5 milhão

Paulo Serra: “a parceria vai além de um projeto de eficiência energética e sustentabilidade”. Foto: Júlio Bastos/PSAO prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), assinou decreto, juntamente com a a AES Eletropaulo, que implementa  o Projeto de Gestão Energética, que racionalizará os gastos com energia e está integrado à nova política de modernização administrativa do município. Além da capacitação de servidores, realizada pela concessionária, será montado diagnóstico das instalações municipais, dando suporte para a elaboração de um Plano Diretor de Energia Elétrica. Com a medida espera-se uma economia de R$ 1,5 milhão no valor gasto mensalmente.
De acordo com levantamento da Empresa de Planejamento Energético, nos últimos nove anos se notou incremento de 30% no consumo de energia no Brasil.  O setor publico contribui com 8% do total gasto no país e dentro dos prédios públicos, em linhas gerais, é a segunda maior despesa dos municípios. Com alterações dos hábitos de consumo, inserção de tecnologia ou mudanças administrativas, que serão implementadas em Santo André, o valor economizado poderá ser realocados em outras áreas do município.

Para o prefeito, a parceria vai além de um projeto de eficiência energética e sustentabilidade. “Temos aqui vários aspectos, o educacional e sustentável, mas também o econômico e financeiro. Todos sabem que  assumimos com uma séria crise orçamentária, e neste primeiro mês a maioria das medidas que tomamos foram de austeridade, com corte de gastos e enxugamento da máquina, que nos faz projetar já neste primeiro ano uma economia de 30 milhões. Além deste importante aspecto, temos o do treinamento da nossa equipe, do início de nossa política de valorização do servidor”, destacou.

Rubens Leme, representante da concessionária de energia, frisou os passos do projeto na cidade. “Nosso objetivo é trazer à consciência e criar índices de performances dos vários prédios públicos e com isso administrar, fazer a gestão do consumo de energia, usando de forma eficiente e sem desperdício. É importante não haver a descontinuidade, já que quanto mais tempo o projeto durar, maiores serão os resultados”, finalizou.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*